Casos de dengue zika e chikungunya na Serra crescem até 78% este ano | Portal Tempo Novo

Serra, 11 de dezembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Cidade

Serra, 9 de dezembro de 2018 às 9:11

Casos de dengue zika e chikungunya na Serra crescem até 78% este ano

Por Gabriel Almeida
[email protected]

 

O número de pacientes com dengue saltou de 723 para 967, de zika subiu de 22 para 39 e chikungunya de 57 para 102 este ano. Foto: Agência Brasil

Os casos de dengue no município da Serra sofreram um aumento de 33,75% este ano, em comparação a 2017. Os dados da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) mostram que até à tarde da última quinta-feira (6) foram confirmados 967 casos da doença em 2018, enquanto no ano passado até esta data tinham sido registrados 723.

Ainda segundo a Sesa, em comparação ao ano passado, também houve aumento nos casos confirmados de zika e chikungunya. Em 2017, a cidade teve 22 casos de zika e este ano o número foi para 39, o aumento é de 77,27%. Já de chikungunya foram 57 casos em 2017 e 102 neste ano. O aumento para esta doença foi de 78,95%.  Não houve registro de morte para nenhuma das três doenças na cidade.

E com a chegada do verão e diante do quadro, a Prefeitura da Serra está preparando um cronograma especial para apertar o cerco contra o mosquito Aedes aegypti, que é transmissor das três doenças.

O município já está preparando o quarto Levantamento da Infestação de Aedes aegypti (LirAa), que ainda não tem previsão para ser finalizado. A ferramenta foi criada para identificar os locais com focos do mosquito, possibilitando traçar um mapa dos locais mais infestados. Com isso, a prefeitura consegue planejar melhor as ações de combate ao Aedes aegypti e criar estratégias para exterminar os criadouros.

Além disso, o município também está preparando ações de educação junto a pousadas e hotéis. A assessoria de comunicação não informou como essas atividades serão realizadas, mas garantiu que ocorrerão durante o verão. Também serão intensificadas as visitas domiciliares nos imóveis próximos a balneários e terá ampliação das operações de fumacê, incluindo ações nos finais de semana.

 A prefeitura ainda ressaltou que a Serra é o município do Estado com o maior número de armadilhas para pegar o Aedes aegypti. São mais de 1.200 equipamentos ativos. Os dados abastecem em tempo real um sistema que auxilia a identificação dos locais onde há mais incidência do mosquito e também se ele está contaminado ou não. Além disso, as ações de rotina continuam em todos os bairros da Serra.

Por fim, o município alerta para a importância do apoio da população no combate ao mosquito transmissor dentro de sua própria residência. O morador que quiser tirar dúvidas ou realizar denúncias de focos do Aedes aegypti, sem se identificar, pode ligar para o telefone 3228-5394.

 




O que você acha ?

Você concorda com a saída de Cuba do Mais Médicos?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por