23 C
Serra
domingo, 29 de novembro de 2020

Cartilha clandestina que traz matérias sobre processos de Vidigal circulam pela Serra

A cartilha é clandestina pois não é assinada por um autor. No entanto, as matérias compiladas são reais, foram publicadas por vários veículos de comunicação e tratam dos processos que o candidato enfrenta.

Leia também

Idosos voltam às urnas e marcam presença na votação do segundo turno na Serra

A pandemia do novo coronavírus não está impedindo que os idosos voltem às urnas para decidir o futuro da...

Já sabe em quem votar? Confira as considerações finais de Vidigal e Fábio

Cumprindo a determinação da Justiça Eleitoral, os dois candidatos a prefeito da Serra, que disputam o segundo turno, encerraram...

Tempo real: veja tudo sobre o domingo de 2º turno das eleições na Serra

Os eleitores da Serra estão indo às urnas neste domingo (29) para escolher quem será o prefeito da cidade...
Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Após circular a revista de campanha de Fábio Duarte (Rede), candidato à Prefeitura da Serra com o apoio do prefeito Audifax Barcelos (Rede), dessa vez bairros da Serra foram tomados por outro material que chamou a atenção dos moradores.

Trata-se de uma cartilha que traz um compilado de notícias do também candidato Sérgio Vidigal. O material faz uma juntada de conteúdos jornalísticos de vários veículos de comunicação sobre  processos que o candidato enfrenta na Justiça.

O material desfavorável ao pedetista foi distribuído em bairros estratégicos: Feu Rosa, Vila Nova de Colares e Praias, região onde Vidigal tem presença forte. Ainda não se sabe a autoria ou o responsável pela produção e distribuição do impresso.

Nas redes sociais, Vidigal se pronunciou e prometeu acionar e Justiça Eleitoral. Não citou nominalmente nenhum outro candidato, inclusive Fábio, que tem as bênçãos do adversário político do pedetista, Audifax, que trava uma briga política com seu ex-aliado, Sérgio Vidigal, há anos.

“Como alertei, após a divulgação da última pesquisa, que iríamos ser vítimas de fake news, de acusações caluniosas, e não demorou muito. Esta noite foi distribuído material, em toda a nossa cidade, inclusive na minha porta. Quero lembrar que só pode ser candidato quem é ficha limpa, minhas certidões negativas foram entregues. E todas as vezes eles querem fazer campanha tentando desconstruir a imagem de um homem que se dedicou a esta cidade. Vamos continuar nesta luta e neste enfrentamento. Vamos pedir às autoridades que apurem a divulgação deste material distribuído de forma ilícita, irresponsável e mentirosa”, disse Vidigal.

A reportagem procurou o advogado de Vidigal e lideranças do PDT para que comentem o assunto, mas não obteve retorno.

A juíza eleitoral da Serra, Gladys Pinheiro, disse que não recebeu denúncia sobre o conteúdo divulgado.

A assessoria do Ministério Público Eleitoral foi procurada pela reportagem sobre denúncias do material divulgado na Serra, assim que obtiver retorno, será publicado aqui.

Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!