25 C
Serra
quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Campanha de vacinação contra sarampo para adultos na Serra

Leia também

Emprego: Sine abre 101 vagas para início imediato na Serra

Os moradores da Serra que estão procurando uma oportunidade de emprego terão uma nova chance nesta quarta (11) e...

Polícia prende quatro homens por rombo de R$ 200 mil nos Correios

Na manhã desta quarta-feira (10) a Polícia Federal em parceria com a Polícia Militar identificou o possível esconderijo do...

Fortlev investe no mercado de energia solar

Líder nacional no mercado de caixas d’ água, inclusive com atuação até fora do país, a Fortlev acaba de...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

No Espírito Santo, já foram confirmados dois casos da doença este ano. Foto: Divulgação

Começou nesta segunda-feira (18), a campanha nacional de vacinação contra sarampo. Desta vez, o público alvo são pessoas entre 20 e 29 anos de idade. As doses estarão disponíveis nas 38 unidades de saúde da Serra até o próximo dia 30 de novembro.

Todas as pessoas desta faixa etária deverão comparecer aos postos. A campanha é uma estratégia para interromper a circulação do vírus do sarampo no país e será seletiva, ou seja, serão vacinadas contra sarampo pessoas que ainda não atualizaram o cartão.

Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), também serão atualizados os cartões de meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos com doses de HPV. Para vacinação da meningocócica C, a faixa etária é de 11 a 14 anos, tanto para meninas quanto para meninos.

O horário de vacinação nas Unidades Regionais de Saúde é das 8h30 às 16h30 e nas unidades básicas, de acordo com o horário da Sala de Vacina de cada uma delas. Além da caderneta de vacina, é preciso levar documento de identificação e o Cartão SUS, se tiver. O Dia D de vacinação está previsto para acontecer no dia 30 de novembro.

Casos de sarampo no Espírito Santo 

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) registrou, até a última quinta-feira (14), um total de 280 notificações de casos suspeitos de sarampo no Espírito Santo. Desses, 261 casos foram descartados, dois foram confirmados e 17 seguem em investigação. Na Serra, não há nenhum caso confirmado da doença.

Onde se vacinar na Serra?

Para se imunizar, o morador que está incluindo dentro do público-alvo deve procurar as Unidades Regionais de Saúde ou as Unidades Básicas de Saúde.

As Unidades Regionais de Saúde estão em: Feu Rosa, Jacaraípe, Novo Horizonte, Boa Vista, Serra Dourada e Serra-Sede. Vacinação das 8h às 16h30.

As Unidades Básicas de Saúde estão em: André Carloni, Bairro de Fátima, Barcelona, Barro Branco, Boa Vista, Campinho da Serra, Carapebus, Carapina Grande, Chácara Parreiral, Cidade Continental, Eldorado, Jardim Carapina, Jardim Tropical, José de Anchieta, Laranjeiras Velha, Manguinhos, Manoel Plaza, Nova Almeida, Central Carapina, Nova Carapina I, Nova Carapina II, Oceania, P.R. Laranjeiras, Pitanga, Planalto Serrano A, Planalto Serrano B, São Diogo, São Marcos, Taquara I, Taquara II, Porto Canoa, Vila Nova de Colares.

Vacinação de acordo com o horário da Sala de Vacina.

Entenda melhor a doença e sua única forma de prevenção abaixo:

  • Quem precisa se vacinar?

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, a vacina é a única forma de se proteger contra o sarampo. A primeira dose é aplicada aos 12 meses de vida com a vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. A segunda dose é aplicada aos 15 meses na vacina tetra viral, que previne sarampo, caxumba, rubéola e varicela.

Quem tem 1 ano até 29 anos deve ter comprovadamente duas doses da vacina tríplice viral. Para a população entre 30 e 49 anos, uma dose da vacina tríplice viral. Os trabalhadores da saúde, grupo de alto risco, devem ter duas doses da vacina tríplice viral, independente da faixa etária.

  • O que é o sarampo?

O sarampo é uma doença infecciosa, transmitida de pessoa para pessoa por tosse, espirros, fala ou respiração e que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As micropartículas virais ficam suspensas no ar, por isso o alto poder de contágio da doença. As complicações decorrentes do sarampo são mais graves em crianças menores de 1 ano de idade e desnutridas, podendo levar à óbito.

  • Sintomas do sarampo

Os sinais e sintomas mais comuns são: febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaleia, indisposição e diarreia também podem ocorrer. Como não existe tratamento específico para o sarampo, é importante ficar atento.

Quem já teve a doença não corre o risco de ser contaminado pelo vírus novamente. As complicações da doença são: otites, infecções respiratórias e doenças neurológicas, e em casos mais graves podem provocar a redução da capacidade mental, surdez, cegueira e retardo do crescimento. O período entre o contágio e o aparecimento do exantema (as manchas avermelhadas na pele) é entre 7 e 21 dias. Porém, a transmissão inicia-se 6 dias antes do exantema e se estende até o quarto dia após.

Comentários

Mais notícias

Polícia prende quatro homens por rombo de R$ 200 mil nos Correios

Na manhã desta quarta-feira (10) a Polícia Federal em parceria com a Polícia Militar identificou o possível esconderijo do grupo que estava assaltando agências...

Fortlev investe no mercado de energia solar

Líder nacional no mercado de caixas d’ água, inclusive com atuação até fora do país, a Fortlev acaba de entrar num outro negócio para...

WhatsaApp é principal fonte de informação do brasileiro, diz pesquisa

Uma pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado mostrou o WhatsApp como principal fonte de informação dos entrevistados: 79% disseram receber notícias...

Caixa começa a pagar décimo terceiro do Bolsa Família | Veja quando receber

Os beneficiários do Bolsa Família começarão a receber nesta terça-feira (10) o abono natalino, equivalente ao décimo terceiro do benefício. Instituído pela Medida Provisória...

Você também pode ler

Conteúdo patrocinado

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!