23.2 C
Serra
sexta-feira, 05 de junho de 2020

Balneários podem ficar sem água no verão, diz Cesan

Leia também

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo...

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Banhistas na praia de Bicanga, Serra: consumo de água no verão aumenta em até 50%. Foto: Gabriel Almeida

Pode faltar água nas torneiras dos serranos e demais capixabas neste verão, principalmente os do litoral. O alerta foi feito ontem (21) pelo presidente da Cesan, Pablo Andreão, em coletiva à imprensa para anunciar o plano da empresa para o abastecimento do estado na estação mais quente do ano, sobretudo nos balneários que recebem muita gente nesta época.

Andreão atribui o risco à severa seca que castiga o estado há quase dois anos. Ele prevê que durante o verão a demanda na Grande Vitória e no interior aumentará de 20% a 50%.

O presidente disse que este ano a empresa investiu R$ 60 milhões no reforço ao abastecimento. Na Serra foi concluída a 1ª etapa das obras de Jacaraípe e Nova Almeida, no valor de R$ 25,3 milhões. Foram implantados 18,5 km de adutoras de água tratada, que foram interligadas com redes existentes. As adutoras ligam a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Carapina a Jacaraípe e a Costa Bela.

Foram construídos também um reservatório com capacidade para 2,6 milhões de litros de água e uma elevatória (bomba), em Nova Almeida. Essa elevatória permite o abastecimento do reservatório de Praia Grande, localizada em Fundão.

O presidente também destacou reforço no abastecimento de Guarapari, cidade que mais recebe turistas no ES e que enfrenta há anos problema crônico de falta d’água nesta época. Ainda no litoral sul, reforçou o serviço em Anchieta e Piuma.

No litoral norte, a estatal diz ter incrementado o sistema de fornecimento de água tratada em Conceição da Barra e na Vila de Itaúnas. Apesar disso, Andreão frisou admitiu que “casos pontuais de desabastecimento podem ocorrer nos balneários devido, geralmente, à superlotação dos imóveis em época de verão. A caixa d’água deve ser adequada para o número de pessoas do imóvel”, alerta.

Rio que abastece a Serra com nível crítico

Durante quase todo ano o rio Santa Maria ficou desse jeito no ponto de captação na zona rural da Serra. Foto: Bruno Lyra 26/02/15
Durante quase todo ano o rio Santa Maria ficou desse jeito no ponto de captação na zona rural da Serra. Foto: Bruno Lyra 26/02/15

A vazão dos rios Jucu e Santa Maria, que atendem a parte mais populosa da Grande Vitória, está ruim. Segundo a Agência Estadual de Recursos

Hídricos (Agerh), nesta segunda (21) a vazão do Jucu era de pouco mais de 11,7 mil litros por segundo. A média histórica do rio em dezembro é de 38 mil litros.

O Santa Maria, que abastece a Serra, zona norte de Vitória, parte de Cariacica e Praia Grande em Fundão, está pior: vazão de 3,7 mil litros por segundo, limite abaixo do nível crítico de 3,8 mil litros. A média história do manancial para esta época é de 22 mil litros por segundo.

A situação no Santa Maria só não é mais grave porque, desde fevereiro, a represa da hidrelétrica de Rio Bonito em Santa Maria de Jetibá está armazenando e liberando água conforme a demanda da Grande Vitória.

De acordo com o diretor presidente da Agerh, Paulo Paim, isso garante o abastecimento dos municípios atendidos pelo rio até abril. A represa tem capacidade para armazenar 26,3 bilhões de litros.

“Não há notícias de que teremos um verão tranquilo em relação a chuvas. Por isso foram prorrogadas, por 30 dias, as resoluções da Agerh que restringem a irrigação aos períodos noturnos”, explica. Essas medidas também reduzem o fornecimento de água à ArcelorMittal Tubarão e Vale, duas  maiores consumidoras individuais do rio Santa Maria.

Comentários

Mais notícias

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente do coronavírus. Isso porque já...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!