19 C
Serra
sábado, 08 de agosto de 2020

Bairros da Serra terão catálogo para consumidor comprar do comércio local

Leia também

Sítios do agroturismo da Serra voltam a funcionar aos fins de semana

Quer fugir da agitação dos grandes centros e curtir o fim de semana de uma maneira tranquila e diferente?...

Na véspera do Dia dos Pais, todo o comércio pode funcionar normalmente na Serra | Veja os horários

Neste sábado (8), véspera do Dia dos Pais, todo o comércio pode funcionar normalmente na Serra e em toda...

Alternativo comemora Dia dos Pais e do Estudante com ação em sistema drive-thru no sábado

Neste sábado (8) – véspera de Dia dos Pais – a Rede Alternativo de Ensino vai fazer a ação...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Lojas fechadas em Eurico Salles durante a pandemia: campanha para consumidor valorizar pequenos negócios locais. Foto: Divulgação /Fábio Santana.

Três comunidades da Serra estão se articulando ajudar os comerciantes locais a manterem seus negócios de pé durante a pandemia da covid-19. Eurico Salles, Conjunto Carapina I e Manguinhos estão preparando uma campanha para que os moradores deem preferência aos produtos e serviços de seus vizinhos.

As lideranças comunitárias dos três bairros estão cadastrando empreenderes locais para montarem um catálogo, em versão impressa e digital, a ser distribuído entre os consumidores de cada região.  Cada bairro terá seu próprio catálogo.

“Temos visto a dificuldade dos comerciantes, com restrições a abertura das lojas. E muitos passaram a trabalhar em casa, há restaurantes e salões operando assim, por exemplo. Então começamos a divulgar o contato deles nas redes sociais da Associação de Moradores e agora estamos fazendo esse trabalho mais sistemático”, explica o líder comunitário de Eurico Salles, Fábio Santana.

O morador acrescenta que a Prefeitura da Serra está dando apoio a iniciativa e imprimirá os catálogos. “Nós devemos finalizar o cadastramento dos comerciantes e entregar até o fim de semana e a expetativa é distribuir o catálogo impresso até o próximo dia 21”, diz Fábio, acrescentando que o formato digital será compartilhado pelas redes sociais e aplicativos de mensagens.

Presidente da Associação de Moradores de Manguinhos, Guilherme Lima, diz que no bairro, além do catálogo, cujo cronograma de impressão será a mesma de Eurico Salles e Carapina I, a comunidade também terá um motoboy disponível para fazer as entregas para os comerciantes.  “Vamos montar uma central única de entrega para comerciantes que não tem o serviço. A ideia é que o motoboy seja custeado pelos próprios consumidores, que pagarão uma taxa de entrega entre R$ 3 e R$ 5”, detalha.

Guilherme ressalta ainda que a campanha ‘Valorize nosso comércio’ é um projeto piloto e a intenção é que seja replicada em outros bairros da cidade. “Decidimos também fazer o catálogo impresso com os produtos, serviços e contatos dos comerciantes, porque fica uma coisa mais permanente, o morador guarda. A versão impressa será distribuída de casa em casa”, conclui.

Presidente da Associação de Moradores de Conjunto Carapina I, Alberto Alvarenga, explica que estão sendo cadastrados desde comerciantes que possuem loja física quanto empreendedores que trabalham em casa. Segundo ele, são distribuidoras de bebidas, farmácias, lanchonetes, bares, salões de beleza, restaurantes, padarias até gente que faz comida e artesanato em casa, passando por oficinas mecânicas, pedreiros e outros prestadores de serviço.

Veja abaixo os cartazes da campanha nos três bairros.

Prefeitura confirma apoio, mas ainda

estuda se fará os catálogos impressos

Em entrevista concedida na manhã desta quarta-feira (08)* ao Tempo Novo, o  secretário de Desenvolvimento Econômico do município, José Eduardo Azevedo, confirmou o apoio da Prefeitura ao projeto.

José Eduardo ressaltou que a iniciativa do projeto veio das comunidades e a Prefeitura abraçou por entender que fortalece os microempreendedores e as micro e pequenas empresas, que são as mais afetadas pela pandemia, também evita deslocamentos pois o comprador vai adquirir o produto e serviço no próprio bairro, em alguns casos em forma de delivery.

O secretario explicou que cada comunidade está sendo responsável pelo cadastramento dos empreendedores. “Estamos entrando com o desenvolvimento da marca, elaborando material de marketing, sugerindo uma peça padrão”.

Já é certo que cada bairro terá seu catálogo no formato digital. Mas José Eduardo disse que o material impresso ainda está em discussão. “Ainda estamos avaliando isso por conta do coronavírus, pois a distribuição de material impresso pode ser fonte de infecção”, pondera.

* Matéria atualizada às 19h e 27 desta quarta-feira (08).

Comentários

Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Mais notícias

Na véspera do Dia dos Pais, todo o comércio pode funcionar normalmente na Serra | Veja os horários

Neste sábado (8), véspera do Dia dos Pais, todo o comércio pode funcionar normalmente na Serra e em toda a Grande Vitória. No município,...

Alternativo comemora Dia dos Pais e do Estudante com ação em sistema drive-thru no sábado

Neste sábado (8) – véspera de Dia dos Pais – a Rede Alternativo de Ensino vai fazer a ação Drive-Thru da Família na Escola,...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!