22.3 C
Serra
segunda-feira, 03 de agosto de 2020

Sem aulas presenciais, professores se reinventam para ensinar a distância

Leia também

Opinião: Mulheres na política em busca de representatividade

ARTIGO DE OPINIÃO DE AUTORIA DE ALEXSANDRA VERTUANI A luta pelos direitos das mulheres vem progredindo não só no Brasil,...

Bruno Lamas afasta dúvidas e garante que vai disputar a Prefeitura da Serra

O deputado estadual Bruno Lamas (PSB) garantiu que a sua decisão de disputar a Prefeitura da Serra no próximo...

Vale promove testagem em massa no Pará, porque não fazer na Grande Vitória também?

Uma ação da Vale realizada na cidade de Parauapebas, no sudeste do Pará, está entre as iniciativas sociais mais...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Cada unidade de ensino é responsável pela elaboração de suas atividades pedagógicas não presenciais. Foto: Divulgação

A suspensão de aulas e atividades presenciais nas escolas e creches da Serra, devido à pandemia do novo coronavírus, exigiu adaptação de toda a equipe da Secretaria Municipal de Educação e dos alunos.

As circunstâncias evidenciaram outra forma de abordagem na educação: a de ensinar por meios virtuais. O quadro branco e o pincel foram substituídos pelo computador. A sala de aula, pela ocupação de espaços domésticos. Com isso, muitos professores, como Alcione Gabriel Dias, de 63 anos, precisaram se reinventar e recorrer às novas tecnologias para ensinar a distância.

“No início, não foi fácil. Afinal, tínhamos de aprender a usar a ferramenta escolhida pela escola (google forms) em um curto período. Eu precisava assimilar as novas tecnologias, que eu não domino, dentro do prazo”, revelou Alcione, professora de artes da escola de ensino fundamental (EMEF) Irmã Cleusa.

A educadora contou que o apoio dos profissionais da escola em que trabalha fez toda a diferença no seu processo de aprendizagem. “A escola nos orientou sobre a importância daquele esforço, para nos aproximar dos alunos e, principalmente, para acolher o estudante neste momento difícil. Por isso, vejo que foi compensador todo o esforço”, acrescentou.

A diretora da instituição, Rosilene Araújo, conta que mesmo com tantos desafios, principalmente por se tratar de uma EMEF com 917 estudantes do 1º ao 9º ano, toda a equipe escolar abraçou a ideia de produzir atividades on-line para serem enviadas aos alunos via WhatsApp ou postadas no site da prefeitura, ou ainda para serem distribuídas impressas.

“Toda a equipe –  professores, coordenadores, pedagogos e a direção – se empenhou em aprender sobre as novas tecnologias em vídeos e sites de busca. Também aprendemos à medida que a gente se ajudava. Entendemos que para ensinar de um novo jeito era necessário aprender e trabalhar de forma diferente. Ferramentas de trabalho em grupo agora fazem parte do nosso dia a dia, e passamos a nos perguntar por que não as utilizávamos com tanta frequência antes”, contou Rosilene.

O pequeno Victor Lopes, estudante do 3º ano A da EMEF Irmã Cleusa, já aprovou a iniciativa dos professores de se adaptarem ao meio virtual. Para fazer as atividades pelo computador de casa ele até veste o uniforme, como se estivesse na sala de aula.

Atividades 

Com as aulas presenciais suspensas, as escolas e creches da Serra estão se organizando para oferecer novas atividades pedagógicas para os alunos de forma personalizada, sejam on-line ou impressas. Cada unidade de ensino é responsável pela elaboração de suas atividades pedagógicas não presenciais.

Os pais ou responsáveis pelos alunos podem acessar algumas dessas atividades no site da Prefeitura da Serra, por meio do endereço: educacao.serra.es.gov.br.

Caso haja alguma dúvida no acesso, ou para obter mais informações, a família pode procurar a direção da escola, por meio do telefone fixo ou celular institucional da unidade.

A Sedu esclarece que as atividades impressas estão sendo entregues, prioritariamente, aos estudantes do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) e para aqueles que não possuem acesso à internet.  O material disponibilizado é o mesmo, seja on-line ou impresso.

Na Educação Infantil, as creches (CMEIs) estão encaminhando as atividades pedagógicas não presenciais preferencialmente por meio on-line, tendo como eixo principal as interações e brincadeira.

Comentários

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Mais notícias

Bruno Lamas afasta dúvidas e garante que vai disputar a Prefeitura da Serra

O deputado estadual Bruno Lamas (PSB) garantiu que a sua decisão de disputar a Prefeitura da Serra no próximo dia 15 de novembro não...

Vale promove testagem em massa no Pará, porque não fazer na Grande Vitória também?

Uma ação da Vale realizada na cidade de Parauapebas, no sudeste do Pará, está entre as iniciativas sociais mais bem sucedidas na luta contra...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!