20.7 C
Serra
quarta-feira, 22 setembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Árbitro da Serra será o representante do ES no Brasileiro de Karatê em Fortaleza

Leia também

Vendaval destrói poste e deixa bairro da Serra sem energia elétrica

O vendaval da noite desta terça-feira (21) está deixando estragos em alguns bairros da Serra. Em Vila Nova de Colares,...

Calorão na Serra dá lugar a chuva e ventos de até 40 km/h nessa quarta-feira

No dia em que marca a passagem para a Primavera no Hemisfério Sul, o avanço de um sistema frontal...

Assembleia Legislativa aprova regras para gratuidade em ônibus

  Deputados estaduais aprovaram nesta quarta-feira (21) o Projeto de Lei Complementar 24/2021, que faz ajustes à Lei Complementar 971/2021....
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Lancaster, que é morador de Castelândia, arbitrou pela primeira vez aos 14 anos pela Federação de Karatê. Foto: Divulgação Alexandre Muglia

É da Serra o único árbitro capixaba convocado para participar do Campeonato Brasileiro Interclubes de Karate 2021 Sub-21 e Sênior, em Caucaia, no Ceará, que será disputado de 8 a 12 de setembro.

Lancaster é morador de Castelândia e embarca para Fortaleza no dia 7 retornando no dia 12. O serrano é árbitro da Federação Espíritosantense de Karatê (FEK) e presidente do Team Coju Kai, academia de lutas marciais que fica em Jacaraípe e que recentemente trouxe para a Serra, 74 medalhas conquistadas no Estadual da modalidade. A Coju Kai é a atual campeã estadual e referência no município de Serra.

Faixa preta e 3º Dan, Lancaster tem em seu currículo 15 anos de prática no karatê e começou a dar aulas em escolas capixabas aos 15 anos com o projeto Mais Educação.

Com 24 anos atualmente, Lancaster é também árbitro estadual e nacional e para chegar ao patamar em que se encontra hoje, teve que ralar muito. “Quando fui em minha primeira competição em 2007, observei aqueles árbitros de ternos, julgando os katás e os kumitê, falei para mim mesmo: quero ser um grande árbitro, lutei muito e consegui conquistar meu objetivo. Estar sendo convocado pela Confederação Brasileira de Karatê é mais um sonho realizado”, destaca Lancaster.

O morador da Serra contou ao TEMPO NOVO que começou a arbitrar em 2011, em um evento estadual na cidade de Cachoeiro De Itapemirim. “Fui o árbitro mais jovem da Federação com 14 anos”, detalha.

Ele relata que uma competição que marcou sua vida na área da arbitragem foi o Campeonato Brasileiro de 2018, em Belo Horizonte. “Eu também fui o único árbitro capixaba a atuar nas finais das categorias sênior transmitidas pelo SportTV. Foi mais um objetivo alcançado de reconhecimento no qual trabalhei muito neste evento e o coordenador de arbitragem era Ennio Cardoso (em memória)”.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!