20.7 C
Serra
quarta-feira, 22 setembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Após paralisação dos rodoviários pontos de ônibus continuam lotados na Serra

Leia também

Vendaval destrói poste e deixa bairro da Serra sem energia elétrica

O vendaval da noite desta terça-feira (21) está deixando estragos em alguns bairros da Serra. Em Vila Nova de Colares,...

Calorão na Serra dá lugar a chuva e ventos de até 40 km/h nessa quarta-feira

No dia em que marca a passagem para a Primavera no Hemisfério Sul, o avanço de um sistema frontal...

Assembleia Legislativa aprova regras para gratuidade em ônibus

  Deputados estaduais aprovaram nesta quarta-feira (21) o Projeto de Lei Complementar 24/2021, que faz ajustes à Lei Complementar 971/2021....
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Ponto de ônibus na Avenida Abdo Saad, em Jacaraípe Foto: Divulgação leitor

A população foi pega de surpresa, sem nenhum aviso prévio, na manhã desta sexta-feira (10) quando os rodoviários promoveram uma paralisação não deixando nenhum ônibus do Sistema Transcol sair das garagens. Apesar de os coletivos voltarem a circular a partir das 7 horas, os pontos de ônibus da Serra ainda se encontram lotados. O protesto é do Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários) e pede a volta dos cobradores nos ônibus.

Muitos trabalhadores que saem de casa no início da manhã, por volta das 5h, para trabalhar em outros municípios, ficaram esperando por horas nos pontos de ônibus.

A reportagem apurou pontos lotados em Feu Rosa, Jacaraípe, na BR 101, na entrada do bairro José de Ancheita e Laranjeiras na Avenida Norte Sul.

Esta não é a primeira manifestação do Sindirodoviários pedindo a volta dos cobradores, que foram afastados durante a pandemia da Covid-19.

Em entrevista a TV Gazeta, o secretário de Estado de Mobilidade Urbana e Infraestrutura (Semobi), Fábio Damasceno, criticou o ato que chamou de “desproporcional” e disse que o sindicato prejudica a população com este tipo de protesto.

“Mais uma vez uma ação desproporcional e sem sentido que só prejudica a população. Por que avisaram que dia 13 vai ter uma paralisação dos tanqueiros, dos caminhões, e no Sistema Transcol não existe nenhum aviso? O sindicato não tem responsabilidade fazendo esse tipo de manifestação”, disse o secretário a TV Gazeta.

Fábio disse ainda os cobradores não vão voltar neste momento. “Nós temos um plano de ação. Precisamos fazer toda a vacinação completa. Nós falamos que temos disposição do retorno de alguns cobradores em alguns ônibus a partir do ano que vem, onde devemos ter uma redução maior da pandemia”.

 

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!