30.5 C
Serra
terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Analista de sistema desvia córrego e é preso na Serra

Leia também

Marchinha de capixaba alerta sobre dengue, zika, chikungunya e malária

Tema de grande relevância para a saúde pública, as doenças transmitidas por pernilongos viraram marchinha de carnaval, unindo arte,...

Fábrica da Fortlev na Serra abre vaga de emprego

A Fortlev, empresa com sede no Civit II, na Serra, está abrindo vaga de emprego para Analista de Qualidade. A...

Lixo de shopping incomoda e ‘tira o apetite’ de moradores na Serra

Quem mora nos condomínios Veredas e Buritis de Colina de Laranjeiras sofre diariamente com um mau cheiro de lixo....
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Um homem foi detido e levado

O homem desviou o curso d'água de um dos córregos que alimenta a Lagoa Juara, em Jacaraípe. Foto: Divulgação/ BPMA
O homem desviou o curso d’água de um dos córregos que alimenta a Lagoa Juara, em Jacaraípe. Foto: Divulgação/ BPMA

à delegacia pela Polícia Militar Ambiental, na Serra, na manhã desta quinta-feira (08). O motivo foi o desvio de um córrego que forma a Lagoa Juara, em Jacaraípe, para captar água de forma irregular. O acusado, um analista de sistemas de 34 anos, foi detido e levado responderá por crime ambiental.

Os policiais chegaram ao local, em Estrada Itaiobaia, zona rural da Serra, após denúncia anônima. Eles encontraram uma escavação de 145 metros de extensão que canalizava água do Córrego Doutor Robson, um dos formadores da Lagoa Juara, para captação por meio de bombas. Também havia uma construção em alvenaria para abrigar o equipamento, que no momento da fiscalização não estava em uso.

Todas as atividades estavam em área de Preservação Permanente, a menos de 10 metros do córrego, segundo o Código Florestal. A bomba de água foi apreendida e a captação paralisada.

O responsável também não possuía autorização para uso da água e licenciamento para construir na área protegida, o que implica em crime ambiental, sendo conduzido a 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Serra.

No local havia inclusive um abrigo de alvenaria servindo como casa de bombas. Foto: Divulgação/BPMA
No local havia inclusive um abrigo de alvenaria servindo como casa de bombas. Foto: Divulgação/BPMA

Comentários

Mais notícias

Fábrica da Fortlev na Serra abre vaga de emprego

A Fortlev, empresa com sede no Civit II, na Serra, está abrindo vaga de emprego para Analista de Qualidade. A empresa que é líder nacional...

Lixo de shopping incomoda e ‘tira o apetite’ de moradores na Serra

Quem mora nos condomínios Veredas e Buritis de Colina de Laranjeiras sofre diariamente com um mau cheiro de lixo. O incômodo está sendo causado...

Prefeitura suspende cobrança do rotativo em Serra Sede

Os motoristas que visitarem a região de Serra Sede não terão que pagar o estacionamento rotativo durante os próximos dias. A Prefeitura da Serra...

Escritor capixaba aborda racismo em seu 9º e-book

Nesta sexta-feira (21) o escritor capixaba Maxwell dos Santos, lança mais um trabalho de ficção que denuncia injustiças no Brasil. Trata-se de 9º e-book...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem