29.6 C
Serra
quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Análise pesquisa Futura: Vandinho se consolida como solução ao revezamento Audifax/Vidigal

Leia também

De Dudu Piu Piu a Voz de Trovão: confira os nomes engraçados dos candidatos a vereador da Serra

A Serra tem 748 candidatos ao cargo de vereador e não foram poucos os que apostaram em nomes engraçados...

Atletas da Serra se divertem e alegram fãs na onda do TikTok

O TikTok – aplicativo de rede social que virou febre entre milhões de pessoas do mundo – também está...

Prefeitura avalia suspender multas aplicadas a lojas da Serra durante pandemia

No momento mais crítico da pandemia causada pelo coronavírus, os estabelecimentos comerciais das cidades do Espírito Santo, inclusive na...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Pesquisa mostra que disputa deve ser mais acirrada entre Vidigal, Vandinho e Fábio – escolhido de Audifax. Foto: divulgação

Análise opinativa da Pesquisa Futura/Rede Vitória:

Na manhã dessa sexta-feira (16) o Folha Vitória publicou pesquisa em parceria com o Instituto Futura (leia aqui) do qual trás as intenções de votos para prefeito da Serra.

Três candidatos despontam: Sérgio Vidigal (PDT), Vandinho Leite (PSDB) e Fábio Duarte (Rede – apoiado pelo atual prefeito Audifax Barcelos).

Na estimulada, as intenções de voto dos três, somam cerca de 60% do eleitorado, ou seja, a tendência é haver segundo turno na Serra.

Vidigal lidera com 38,2%, seguido de Vandinho 10,5% e Fábio Duarte com 10,3%. Os demais são: Bruno Lamas (PSB) 5,7%, Alexandre Xambinho (PL) 3,3%, Luciana Malini (PP) 1,5%, Gracimeri Gaviorno (PSC) 0,5%, Ebinho (PCdoB) e Márcio Greick (MDB) com 0,3% cada.

Esse resultado consolida o candidato Vandinho Leite como a chamada terceira via, disputando competitivamente uma vaga no segundo turno contra as duas forças que já estão na Serra há mais de 30 anos.

Vidigal é candidato pela 7° vez em 28 anos, e já administrou a prefeitura por três vezes. Fábio Duarte saiu da condição de vereador de primeiro mandado, para ser o pupilo de Audifax, que é o atual prefeito e assim como Vidigal já administrou a Serra por três mandatos.

O crescimento de Fábio já era esperado no meio político, já que Audifax é o que tem a maior capacidade de movimentações eleitorais, vide a revista de campanha que foi proibida de circular pela Justiça (leia mais). Já Vidigal mantém as intenções de votos das últimas eleição, ou seja, não conseguiu agregar novos votos.

Por outro lado, Vandinho Leite, que não possui a quilometragem política de Vidigal e não é apadrinhado de nenhum outro político, atingiu um patamar que o coloca como alternava real ao revezamento de Audifax/Vidigal na Serra.

Em 2018, Vandinho foi eleito deputado estadual, com praticamente a mesma votação na Serra dos demais eleitos: Bruno Lamas e Alexandre Xambinho. No entanto, ele apresentou crescimento se comparado aos colegas parlamentares, e conseguiu crescer entre os eleitores, fato que o colocou na segunda posição de intenções de votos estimulados, conforme registrado pela pesquisa Futura/Rede Vitória.

A campanha na Serra está esquentando, e deve intensificar nos próximos dias. Se essa curva se manter, poderemos ter uma disputar mais acirrada em torno de Vidigal, Fábio/Audifax e Vandinho Leite brigando por duas vagas no segundo turno.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Mais notícias

Atletas da Serra se divertem e alegram fãs na onda do TikTok

O TikTok – aplicativo de rede social que virou febre entre milhões de pessoas do mundo – também está fazendo a cabeça de atletas...

Prefeitura avalia suspender multas aplicadas a lojas da Serra durante pandemia

No momento mais crítico da pandemia causada pelo coronavírus, os estabelecimentos comerciais das cidades do Espírito Santo, inclusive na Serra, tiveram que fechar suas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!