• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados
30.2 C
Serra
sexta-feira, 22 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.066 casos
  • 699 mortes
  • 33.566 curados

Vidigal articula novo Terminal de Carapina e a construção de outro em Serra Sede

Leia também

Serra já vacinou 644 moradores contra a Covid-19 e campanha continua nesta sexta

Desde a última segunda-feira (18), a Serra já vacinou 644 pessoas com a primeira dose do imunizante contra o...

Jair Reis, morador antigo de Jacaraípe, morre por complicações da Covid-19

A pandemia de coronavírus fez a Serra perder mais um ilustre morador. Trata-se de Jair Reis que não resistiu...

Contarato diz que chefe do Ministério Público atua como ‘advogado de Bolsonaro’

O posicionamento considerado ‘omisso’ do Procurador-Geral da República, Augusto Aras, sobre a conduta de Jair Bolsonaro na crise sanitária...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a editoria de política.

Crédito: Rodrigo Araújo/Governo ES

O TEMPO NOVO entrevistou o prefeito eleito da Serra, Sergio Vidigal (PDT). Durante a conversa – que durou aproximadamente 45 minutos – ele apresentou suas ideias e projetos para os próximos quatro anos da Prefeitura da Serra. A reportagem decidiu fatiar a entrevista em várias matérias para facilitar a visualização do conteúdo pelo leitor. Nesta, trataremos de mobilidade urbana, municipalização da BR-101 no trecho entre Carapina e Serra Sede e sistema de transporte coletivo.

Por conta do Contorno do Mestre Álvaro o prefeito eleito, Sergio Vidigal, diz que a Serra terá uma ‘redenção’ no quesito mobilidade urbana. O Contorno tem previsão de ser entregue pelo Governo Federal, no 2º trimestre de 2022, durante o mandato de Vidigal na Prefeitura. Por isso, fazer gestão em torno desse novo eixo de desenvolvimento é um dos desafios para o próximo gestor.

Ele defende que após a entregue do Contorno do Mestre Álvaro, o atual trecho da BR-101 que liga Serra Sede a Carapina seja municipalizado. O objetivo é facilitar a intervenção urbana por parte da Prefeitura por se tratar de um eixo estratégico para a cidade.

“A BR-101 se transformando em avenida municipal, é a nossa redenção ao se pensar em mobilidade urbana. Vamos definir um novo uso por meio do PDU (Lei que rege o uso ocupação do solo na Serra), para atrair novos investimentos. O local é muito estratégico para pensar a cidade e o perfil de investimento”, disse Vidigal.

O prefeito eleito esteve com o governador Renato Casagrande (PSB) um dia antes (quinta-feira 03) da entrevista concedida ao TEMPO NOVO.  Na ocasião Vidigal articulou investimentos estaduais na Serra, incluindo a mudança do Terminal de Carapina e a construção do 4º terminal em Serra Sede.

“Ontem (dia 03 de dezembro) o Governador me disse que a licitação do mergulhão está próxima de ser aberta (referindo-se a obra do mergulhão na BR-101 que liga a Avenida Norte Sul por meio da João Palácio em frente o shopping Mestre Álvaro). Falamos sobre os terminais e o secretario Fábio Damasceno (secretário de Mobilidade e Infraestrutura) garantiu que o Terminal de Carapina vai mudar de local. A área já está comprar (Será na BR-101 próximo ao viaduto da estrada de ferro da Vale)” disse Vidigal.

E completou: “pedi também a implantação de um 4º terminal de ônibus, localizado no Centro da Serra, com corredor exclusivo para ônibus ligando os terminais. Isso vai facilitar muito a mobilidade urbana. Aí teremos cara de cidade, pois a impressão que passa é que existem várias cidades dentro da Serra, tanto é que nossos bairros residências que viraram os polos comerciais como Laranjeiras e Porto Canoa”, disse Vidigal.

Novo Terminal em Carapina

Em 2018, o TEMPO NOVO demandou o Governo do Estado. O valor do investimento era de R$ 59 milhões para a construção do novo Terminal de Carapina que deve ser instalado em um terreno de 24 mil m2 em Carapina Grande, do lado oposto da BR-101 e próximo ao viaduto da ferrovia.

Esse valor faz parte do empréstimo feito pelo Governo do Estado que foi aprovado no BNDES, no valor de R$ 530 milhões. O empréstimo tem como objetivo fazer investimentos em mobilidade urbana e melhoria do transporte coletivo.

Segundo informações da Secretaria de Estado dos Transportes e Obras Públicas (Setop), o dinheiro para as obras do novo terminal já está garantido, mas ainda falta segurar que a área seja desapropriada para a construção – fato já resolvido segundo Vidigal.

O terreno onde o terminal deve ser construído fica na rua Quintino Nascimento, atrás da loja de móveis Ferrugini. O espaço era de uma empresa e atualmente está abandonado, sendo utilizado como descarte irregular de lixo e moradia para moradores de rua e usuários de drogas.

Confira trecho da entrevista:

Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a editoria de política.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!