25.8 C
Serra
quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Vereador quer fim da lei de fechamento dos bares

Leia também

Janela eleitoral para vereadores começa dia 5 de março

Começa no dia cinco de março o prazo para vereadores trocarem de partido sem o risco de complicações com...

Vereador da Serra pode justificar falta com atestado médico e sem aprovação do plenário

Vereadores da Serra não precisam mais submeter atestados médicos a apreciação do plenário para justificar a ausência. A Câmara...

Império de Fátima é campeã e desfila na sexta em 2021

A escola de samba Império de Fátima sagrou-se campeã do Grupo de Acesso B que desfilou na última quinta-feira...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

 

Bar em Laranjeiras: apenas 11 estabelecimentos na Serra tem autorização para funcionar após 01h. Foto: Divulgação
Bar em Laranjeiras: apenas 11 estabelecimentos na Serra têm autorização para funcionar após 01h. Foto: Divulgação

Conceição Nascimento

Em vigência desde 23 de fevereiro, a Lei que limita o horário de funcionamento de bares e casas noturnas na Serra até 01h (Lei 4.319/2014) é alvo de questionamentos na Câmara. Único vereador a votar contra o projeto na época, Gilmar Carlos da Silva (PT) protocolou pedido (PL 129/2015) para anulação da lei.

Gilmar argumenta a justificativa da Prefeitura de que a restrição ajudaria a combater a violência não se sustenta, já que os homicídios seguem em alta na Serra. Por outro lado alerta para a redução no número de vagas de emprego, com demissão dos trabalhadores do setor, que está sendo prejudicado.

Ele alega ainda que a revogação da lei é necessária para o restabelecimento dos empregos voltem a ser ofertadas em um momento de crise que atinge todo o Brasil. “A lei não reduziu os índices de criminalidade. Ao contrário, entre os municípios da Grande Vitória, a Serra segue ocupando o topo no ranking da violência. A proibição do funcionamento dos estabelecimentos após 1h puniu os comerciantes, que precisaram enxugar custos demitindo funcionários”, explicou o petista.

Atualmente para funcionar após o 01h, os estabelecimentos precisam fazer adequações como isolamento acústico; instalação de câmeras de videomonitoramento e contratação de segurança particular. E ainda pedir uma licença especial para funcionamento. Atualmente, 11 bares e/ou casas noturnas na Serra tem essa autorização.

Fiscais do município, com auxílio da Polícia Militar, percorrem bares e casas noturnas da cidade. A multa para quem for flagrado funcionando sem cumprir as exigências após 01h é de R$ 10 mil.

A reportagem já enviou para a assessoria de imprensa da Prefeitura da Serra a solicitação para que comentem as críticas e a iniciativa do vereador. Assim que tiver retorno publicará neste espaço.

 

Comentários

Mais notícias

Vereador da Serra pode justificar falta com atestado médico e sem aprovação do plenário

Vereadores da Serra não precisam mais submeter atestados médicos a apreciação do plenário para justificar a ausência. A Câmara aprovou durante a sessão desta...

Império de Fátima é campeã e desfila na sexta em 2021

A escola de samba Império de Fátima sagrou-se campeã do Grupo de Acesso B que desfilou na última quinta-feira (13) no Sambão do Povo,...

EDP anuncia falta de energia em bairros da Serra nesta quinta e sexta

Durante esta semana, muitas comunidades da Serra ficarão sem energia por um determinado período. Isso porque a EDP Espírito Santo irá realizar uma manutenção...

Festa carnavalesca vai misturar samba, marchinha e eletrônica em Manguinhos

Quer curtir um Carnaval diferente? Em Manguinhos vai ter samba, marchinha e um atrativo a mais que é a música eletrônica, e claro, a...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem