24.8 C
Serra
domingo, 12 de julho de 2020

Vereador é afastado, continua com salário e enfraquece oposição

Leia também

Serra ultrapassa 9 mil casos confirmados e já possui 358 mortes causadas pela Covid-19

Seguindo na vice-liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de...

Prefeitura abre vacinação contra gripe para todos os moradores da Serra

Após finalizar a campanha de vacinação contra a gripe Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou a imunização para...

Empresa de segurança que aluga cães é denunciada por abandono na Serra

Após receber denúncias de abandono de animais de propriedade de uma empresa de segurança que trabalha com aluguel de...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Geraldinho Feu Rosa foi afastado pela Justiça. Foto: Divulgação

Na última terça-feira (25), a Justiça afastou o vereador Geraldinho Feu Rosa (sem partido). A decisão é oriunda de uma ação na qual o Ministério Público o acusa de exigir 10% dos salários de seus assessores, prática conhecida como rachid. Entretanto, Geraldinho vai continuar recebendo o salário de R$ 9 mil/mês. Politicamente, essa decisão reflete no movimento oposicionista na Câmara, que vai se desidratando e deixando o presidente, Rodrigo Caldeira (Rede), enfraquecido.

Sem Geraldinho e Nacib Haddad (também afastado num processo em que o MP aponta envolvimento em fraldes de licitações), a oposição se afasta da composição de 2/3 do plenário (16 vereadores), número que no limite poderia até cassar o prefeito Audifax Barcelos (Rede). Agora com 14 parlamentares e a pouco mais de um ano da eleição municipal, comenta-se nos bastidores da Casa de Leis que muitos oposicionistas têm procurado interlocução com o prefeito.

Um dos receios é que o grupo político de Audifax estimule candidaturas com visibilidade nos redutos dos oposicionistas com objetivo de disputar o eleitorado. O TEMPO NOVO buscou falar com vários vereadores. Nenhum deles quis dar declarações públicas; mas na condição de anonimato, o sinal de desmantelamento da articulação oposicionista está posto e foi confirmado que há a tentativa de muitos vereadores em reconciliar politicamente com o prefeito, o que pode deixar o líder da oposição e presidente da Câmara, Rodrigo Caldeira, em situação de isolamento.

Entenda o caso Geraldinho

Em fevereiro, um vídeo do qual Geraldinho negociava repasses de parte dos vencimentos de seus assessores circulou no município. O caso foi levado ao Ministério Público, que pediu o afastamento do vereador.

Segundo o MP, Geraldinho fez exigências ilegais aos seus assessores, “obrigando-os a repassar parcela do salário” sob pena de serem “exonerados dos cargos”. Segundo o órgão, o montante recolhido ilegalmente seria destinado a uma espécie “de caixa para a campanha de 2020”.

Em sua defesa, Geraldinho disse que a contribuição era voluntária e foi firmada antes mesmo das eleições de 2016 com finalidade de promover “apoio financeiro e pagamentos de despesas de confraternização em favor dos membros do gabinete”. Essas alegações foram desmentidas pelos ex-assessores dentro do processo.

O suplente de Geraldinho é o líder comunitário de Taquara, Fábio Latino (PSB). Ele é ligado ao deputado licenciado Bruno Lamas (PSB) e tem a simpatia da base aliada de Audifax.

Comentários

Mais notícias

Prefeitura abre vacinação contra gripe para todos os moradores da Serra

Após finalizar a campanha de vacinação contra a gripe Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde ampliou a imunização para todos os moradores da Serra. ...

Empresa de segurança que aluga cães é denunciada por abandono na Serra

Após receber denúncias de abandono de animais de propriedade de uma empresa de segurança que trabalha com aluguel de cães de raça, localizada no...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!