25 C
Serra
quinta-feira, 28 de Maio de 2020

Varejo da cidade espera aquecer vendas com Dia das Crianças

Leia também

Covid-19 também provoca epidemia de desemprego na Serra

Locomotiva econômica e município de maior população do ES, a Serra é a cidade com mais demissões nesta pandemia...

Deputados suspendem recesso parlamentar de julho e devem retomar sessões presenciais

Os deputados estaduais capixabas devem retomar as sessões presenciais nas próximas semanas. O presidente da Assembleia Legislativa do Espírito...

Romeiros da Penha promovem ação solidária em Laranjeiras para ajudar necessitados

Por conta da pandemia da Covid-19 eventos públicos foram cancelados e a tradicional romaria dos homens que faz parte...

A pequena Rebeca ganhou presente da loja Palácio dos Brinquedos. Foto: Fábio Barcelos

Os comerciantes da Serra esperam que as vendas do Dia das Crianças seja até 10% maior que no passado. Mas até a última quinta-feira (10), o movimento em algumas lojas ainda não era o esperado. Para muitos comerciantes, a culpa é da conjuntura econômica, que segue instável.

A loja de roupas infantis Pé de Anjo, de Barcelona, sentiu aquecimento nas vendas, mas espera mais, segundo a proprietária Carla Silva de Oliveira. “Pelo movimento, esperamos um aumento de 10% em relação ao ano passado; porém, percebemos que as coisas estão difíceis. Mesmo sem um grande aumento no faturamento, acreditamos que a data vai melhorar as vendas”, destaca.

A gerente do Palácio dos Brinquedos, em Laranjeiras, Michele de Souza Oliveira Baiôco, percebeu uma mudança no comportamento dos clientes. “Na semana passada, teve aumento no movimento, mas grande parte foi para pesquisar preços. Esperamos aumento nas vendas, principalmente com a liberação do saque do FGTS. Os dias 9, 10 e 11 são decisivos para mostrar isso, mas até à tarde de hoje (ontem, 10), ainda não é o que esperamos. Para melhorar, incluímos vendas pelo site com a retirada do presente nas lojas”, acrescenta.

A loja de artigos de festas e embalagens Vitória Minas, em Jacaraípe, também tem uma projeção de aumento no faturamento, mas pequeno, segundo a sócia proprietária Grazielle Leite. “O movimento começou a melhorar na terça-feira (8), especialmente na compra de balas, doces e sacolas para montar lembrancinhas, mas ainda não está compatível com o ano passado. Mesmo assim, esperamos um aumento de 5% nas vendas”, aposta.

Segundo estimativa da Federação do Comércio do Espírito Santo (Fecomércio-ES), a expectativa é de que as vendas no mês das crianças aumentem entre 8 e 10% em relação ao ano passado. Para quem vai comprar, a dica é aproveitar as promoções. A moradora de Valparaíso, Eliene de Almeida, não deixou de presentear a filha Rebecca. “Comprei um presente educativo, aproveitando o Dia das Crianças e o aniversário dela que é neste mês”, disse.

Comentários

Mais notícias

Deputados suspendem recesso parlamentar de julho e devem retomar sessões presenciais

Os deputados estaduais capixabas devem retomar as sessões presenciais nas próximas semanas. O presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, deputado Erick Musso (Republicanos),...

Romeiros da Penha promovem ação solidária em Laranjeiras para ajudar necessitados

Por conta da pandemia da Covid-19 eventos públicos foram cancelados e a tradicional romaria dos homens que faz parte da Festa de Nossa Senhora...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!