22.9 C
Serra
terça-feira, 02 de junho de 2020

Uniforme escolar novo guardado desde 2013

Leia também

Assaltos a mão armada em Chácara Parreiral assusta moradores

  Moradores de Chácara Parreiral reclamam da quantidade de assaltos que tem acontecido no bairro. Segundo eles, roubos e assaltos a...

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Vereadores fizeram uma Inspeção no Almoxarifado Municipal nesta Quinta feira (06).

Por Anderson Soares

Uniformes novos da rede pública municipal de Educação não chegaram aos estudantes. O motivo é que eles estampariam propaganda de gestão passada. Segundo o vereador Gideão Svenson (PR) cerca de mil peças estão retidas num galpão do Almoxarifado Municipal desde 2013. O custo unitário, conforme o vereador, é de R$ 45,00.

Após o vereador Gideão Svenson ter conseguido acesso ao local na quarta-feira e tirado fotos dos uniformes, um grupo de vereadores – Neidia Maura Pimentel (SD), Aldair Xavier (PTB), Nacib (PDT), Davi Duarte (PDT), Aécio Leite (PT), Basílio da Saúde (Pros) e Gideão – resolveu ir até o local para fiscalizar, mas foi impedido de entrar, segundo o próprio grupo.

Segundo Aldair Xavier, a ordem de barrar os vereadores partiu do prefeito Audifax Barcelos (PSB). Ele pontuou que as fotografias que foram divulgadas revelam que existiam peças que poderiam ser distribuídas. “Os alunos da rede ficaram por 2 anos sem uniforme”, indignou-se.

Xavier avaliou que os uniformes poderiam pelo menos ter suprido a necessidade de escolas rurais. “Ao que tudo indica os uniformes só não foram usados porque as cores lembram a gestão passada”, afirma.

Até as 13h30 de ontem, quinta-feira 5, o grupo permanecia no local sem autorização de entrar. Aguardavam apenas o corpo jurídico da Câmara conseguir liminar para expedir a liberação.

A assessoria do Prefeito foi procurada para comentar o fato, mas até o fechamento desta edição não recebemos resposta.

Comentários

Mais notícias

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante o mês de junho. A...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes no Espírito Santo. Até a...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!