20.6 C
Serra
segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Superlixão incomoda e perdura por anos em frente a cemitério de Carapina Grande

Leia também

Empresas abrem vagas de emprego com preferência para moradores da Serra

A semana começa recheada de oportunidades de emprego para quem mora na Serra e também em outras cidades da...

Serra ultrapassa os 19 mil casos confirmados e já possui 532 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste...

Ao oficializar em cartório a não-reeleição, Vandinho cita prefeito de Colatina: “se tornou referência”

Desde que anunciou oficialmente que não vai disputar a reeleição - caso seja eleito prefeito da Serra, o candidato...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O local é um ponto viciado de lixo, usado para descarte tanto por moradores do bairro, como também de outras regiões. Foto: Ana Paula Bonelli

Quem vai ao cemitério de Carapina Grande, que fica no bairro de mesmo nome, tem que passar em frente a um superlixão que fica na entrada do local. Para piorar, a situação acontecem também no caminho da secular igreja de São João de Carapina, que tem acesso também pela rua onde a sujeira está depositada.

O problema acontece há anos e mesmo com a Prefeitura da Serra retirando o lixo com frequência, os dejetos voltam a ser depositados com a mesma velocidade. Segundo a assessoria de imprensa do município o local foi limpo há cerca de 15 dias e foram retiradas 875 toneladas de lixo.

Um coveiro que trabalha no cemitério e não quis se identificar disse que o problema é recorrente. “Jogam tudo aqui. Bicho morto, móveis, restos de entulho, podas de árvore, lixo doméstico e tudo mais que se possa imaginar. A Prefeitura limpa, e limpa com uma frequência muito grande, mas a velocidade que as pessoas sujam também é rápida demais. A maioria das pessoas que vem velar seus entes querido aqui reclama dessa situação”, disse.

O presidente da comunidade, Luiz Carlos confirmou que o problema existe há muitos anos. “Mas a prefeitura sempre tá limpando. Aquele lixo vem a maioria de fora, mas tem nosso também. Já tem limpeza, inclusive programa, para semana que vem novamente. A Prefeitura nunca deixou de nos atender. Mas isso só vai melhorar com algum projeto adaptado no local”, comenta.

O TEMPO NOVO esteve no local na quinta-feira (20) – e flagrou diversas pessoas descartando lixo no local e também diversos carroceiros.

Procurada para falar sobre o assunto, a Prefeitura da Serra disse que a Secretaria de Serviços realiza constantemente a limpeza do local, sendo que a próxima está agendada para semana que vem. O local foi limpo há cerca de 15 dias e foram retiradas 875 toneladas de lixo.

A Prefeitura ressalta que quem for flagrado cometendo a ação, é autuado por crime ambiental sujeito a multa.

 

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Serra ultrapassa os 19 mil casos confirmados e já possui 532 mortos por Covid-19

Sendo a terceira cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de 19 mil moradores...

Ao oficializar em cartório a não-reeleição, Vandinho cita prefeito de Colatina: “se tornou referência”

Desde que anunciou oficialmente que não vai disputar a reeleição - caso seja eleito prefeito da Serra, o candidato Vandinho Leite (PSDB) tem sido...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!