21.9 C
Serra
quinta-feira, 02 de julho de 2020

Sinfônica do ES vai apresentar obras de Mozart, Dittersdorf e Haydn

Leia também

Falta de sinalização em rodovia e ciclovia da Serra põe vida de ciclistas em risco

Ciclistas que se aventuram a pedalar pela ciclovia da rodovia Audifax Barcelos, na Serra, precisam ter cuidado redobrado. Isto...

Cristóvam Buarque participa de live sobre educação na terça-feira

"A Educação é um valor e prioridade central na minha vida". A afirmação é da pré-candidata a prefeita da...

Políticos da Serra defendem adiamento das eleições municipais para novembro

Autoridades politicas capixabas defendem o adiamento das eleições 2020 para novembro, em função da pandemia do novo coronavírus. Segundo...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

A harpista Maíni Moreno será a solista da noite. Foto: Erika Piskac

Os compositores Mozart, Dittersdorf e Haydn têm muito em comum: nasceram na Áustria e marcaram seus nomes na história da música clássica com a combinação de uma estrutura musical precisa, harmônica e proporcional. Considerados os “Mestres do Classicismo”, eles terão suas obras lembradas nesta quarta (23) e quinta (24) pela Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses), sob a regência do maestro adjunto Leonardo David.

As duas apresentações acontecem no Teatro Glória, no Centro de Vitória, às 20h. Os ingressos custam R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia) e podem ser adquiridos com antecedência na bilheteria do Teatro Sesc Glória.

O programa começa com uma obra de Wolfgang Amadeus Mozart chamada “Uma brincadeira musical”. O compositor escreveu, de propósito, notas que soam como se os intérpretes tocassem errado, com ritmos que parecem não combinar bem com a música e dissonâncias que causam certo estranhamento ao ouvinte. No fundo, tudo soa como uma brincadeira com os intérpretes e o público, que se divertem juntos com as surpresas.

Na sequência, será apresentado a obra “Concerto para harpa”, do compositor Karl Dittersdorf. A composição originalmente foi composta para o cravo, sendo mais tarde transcrito para a harpa, por se tratarem de instrumentos que tem partituras parecidas. Quando escrita, a obra foi considerada um dos concertos mais difíceis para a época.

Finalizando a noite, a célebre “Sinfonia nº 94”, de Joseph Haydn, provavelmente a mais famosa de todas as suas 104 sinfonias. Conhecida como “Sinfonia da Surpresa”, ela ganhou esse nome por conta do “susto” que Haydn dá nos ouvintes no segundo movimento da obra: a música avança calmamente, de maneira lenta, até que o público é subitamente surpreendido por um estrondo.

A solista

A harpista Maíni Moreno será a solista da vez. A jovem instrumentista iniciou seus estudos aos sete anos de idade, no Conservatório de Tatuí, em São Paulo, com a renomada harpista Liuba Klevtsova. Frequentou masterclasses com Sasha Boldachev (Rússia) e Josh Layne (Canadá), Talita Martins (Brasil), Silke Aichhorn (Alemanha), Rita Constazi (EUA), Suélem Sampaio, Soledad Yaya, Paola Baron (Itália), Cristina Braga (Brasil) e Gisele Boeters (Holanda), dentre outros renomados mestres. Em 2016 formou-se no curso de harpa do conservatório de Tatui, sob orientação da professora Talita Martins.

Participou de importantes festivais, como os Cursos de Férias do Conservatório de Tatuí, Festival de Música de Santa Catarina (Femusc), o Festival de Campos de Jordão e o Festival Música nas Montanhas.

Tocou em várias orquestras, como Orquestra Jovem Sinfônica do Conservatório de Tatuí, Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatui e Banda Sinfônica do Conservatório de Tatui. Desde 2015 é harpista convidada na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp). Em 2016 atuou como solista da Orquestra Sinfônica do Conservatório de Tatuí, sob a regência de João Maurício Galindo, executando o “Concerto de C. Reinecke”. Em 2017 participou do CD das sinfonias do Villa-Lobos com Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, sob a regência do Maestro Isaac Karabtchevisky.

Atualmente Maíni Moreno é harpista da Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo.

Serviço:

“TRÊS MESTRES DO CLASSICISMO”

Obras de: Mozart, Haydn e Dittersdorf

Mozart – Uma brincadeira musical, K 522

Dittersdorf – Concerto para harpa

Haydn – Sinfonia n.º 94 “Surpresa”

Regência: Maestro Leonardo David

Solista: Maíni Moreno, harpa

Datas: 21 e 22 de outubro

Horário: 20h

Local: Centro Cultural Sesc Glória. Av. Jerônimo Monteiro, 428, Centro – Vitória, ES. Tel. (27) 3232-4750

Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia). Os ingressos podem ser adquiridos com antecedência na bilheteria do Teatro. Telefone: (27) 3232-4750

Comentários

Mais notícias

Cristóvam Buarque participa de live sobre educação na terça-feira

"A Educação é um valor e prioridade central na minha vida". A afirmação é da pré-candidata a prefeita da Serra, Luciana Malini (PP), que...

Políticos da Serra defendem adiamento das eleições municipais para novembro

Autoridades politicas capixabas defendem o adiamento das eleições 2020 para novembro, em função da pandemia do novo coronavírus. Segundo proposta, que deve ser votada...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!