23.6 C
Serra
sexta-feira, 03 de julho de 2020

Servidores da Serra aguardam para este fim de semana o anúncio de reajuste salarial

Leia também

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...

Serra ultrapassa oito mil casos confirmados de coronavírus e atinge 320 mortes

Seguindo na liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Audifax e Oswaldino ise reuniram para tratar do reajuste. Foto: Jansen Lube/Arquivo TN

O presidente do Sindicato dos Servidores da Serra – Sermus, Osvaldino Luiz Marinho está esperando para esse final de semana, por parte do prefeito Audifax Barcelos, o anúncio do índice de reajuste para os servidores municipais da ativa, aposentados e pensionistas. Além do reajuste salarial, o Sindicato vem cobrando do Executivo, um reajuste no auxilio alimentação, que hoje é de R$ 300,00.

A expectativa de Osvaldino, é de que o reajuste seja maior do que o concedido pela Prefeitura de Vitória, que foi de 4%. ‘Infelizmente a situação econômica do país, não está permitindo a reposição das perdas salariais que os servidores tem tido nos últimos anos; mas só o fato deste ano, o executivo anunciar um reajuste, sem que tenhamos que ter apelado para greve, paralizações e manifestações, mostra que o prefeito está sensível com as demandas e necessidades dos servidores’, destacou Osvaldino.

O Sermus vem também cobrando reajuste do auxílio alimentação. ‘O prefeito Audifax, no início das negociações disse que faria o possível para atender também essa demanda e o que está sendo sinalizado é que a mesma será atendida, e igualmente, deverá ser anunciada junto com o percentual de reajuste’, finalizou Osvaldino.

 

EXPECTATIVA

Uma ação movida pelo Sermus, desde dezembro de 2002 e que hoje encontra-se no Supremo Tribunal Federal – STF, tem sido motivo de muita expectativa pelo Sermus, pois condena o Município a pagar aos servidores estatutários, ocupantes de cargos públicos em 1º de maio de 1995, um ganho real de 39,43%, incidente sobre os vencimentos percebidos na época. A mesma ação, condena também o Município a pagar diferenças salariais, oriundas do processo de conversão, referente aos meses de junho e julho de 1994.

Osvaldino afirmou que o processo encontra-se no STF a partir de 9 de abril deste ano e que o mesmo deverá ser distribuído para um dos ministros, que fará a relatoria do mesmo. ‘É um processo que se arrasta há 17 anos, onde nós como impetrante obtivemos vitórias nas instâncias inferiores e que por esse motivo, acreditamos que seremos vitoriosos no Supremo’, destaca Osvaldino.

Quanto ao número de servidores a serem beneficiados e os valores a serem percebidos por cada um, Osvaldino disse não ter como adiantar, uma vez que vai depender do salário da época , das correções e de outros fatores que deverão ser levados em conta.

Comentários

Mais notícias

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

Serra ultrapassa oito mil casos confirmados de coronavírus e atinge 320 mortes

Seguindo na liderança de casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já ultrapassou a triste marca de oito mil moradores infectados e...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!