28.1 C
Serra
quinta-feira, 09 de julho de 2020

Serrano se dá bem na 1ª etapa do Brasileiro de Paraciclismo

Leia também

Articulação de Amaro traz R$ 1.5 milhão extra para enfrentar coronavírus na Serra

O combate à pandemia do novo coronavírus nos municípios capixabas vai receber reforço com o envio de recursos extras...

CPI resgata cavalo a beira da morte em Cariacica

O resgate aconteceu na quarta-feira (8). Foto: Divulgação Na noite da última quarta-feira, dia 8, a CPI dos Maus-Tratos Contra...

Serra registra aumento de 40% de resgates de animais

Com a pandemia do novo coronavírus, mais pessoas têm ficado em casa e mais animais silvestres têm aparecido nas...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Por Thiago Albuquerque

Felipe no pódio em Brasília recendo a medalha de prata. Foto: Divulgação
Felipe no pódio em Brasília recendo a medalha de prata. Foto: Divulgação

O para-atleta Felipe Barbosa Ramos, de Valparaíso, de 31 anos começou bem a Copa Brasil de Paraciclismo. Competindo na Classe H1 o ciclista ficou na vice nas duas provas que disputou, tanto na pista mais curta quando na estrada mais longa, conquistando o segundo na classificação geral.

A competição aconteceu em Brasília nos dias 11 e 12 deste mês.
A Copa Brasil é dividida em quatro etapas. A segunda etapa onde o serrano vai disputar vai acontecer nos dias 10,11 e 12 de julho, na cidade da Penha em Santa Catarina.

Rotina pesada

O atleta tem uma rotina puxada para estar sempre superando os obstáculos. Malha todos os dias na academia Razões do Corpo onde ele treina para estar em forma para competir. Na bike, o treinamento é entre quatro a cinco dias por semana e conta com acompanhamento nutricional para equilibrar bem a alimentação.

Felipe não tem apoio da prefeitura, nem do governo estadual e federal, mas conta com patrocinadores particulares como Rodão Pneus, Academia Razões do Corpo e Maximiza Assessoria Esportiva. O contato para interesse em patrocinar o telefone de contato é o 9 96074727.

Acidente em Itaunas

Sua história no esporte começou intensamente há sete anos, quando num acidente de carro em Itaúnas, ficou tetraplégico. Desistir de tudo era o que passava incessantemente na cabeça de Felipe, mas ele encontrou uma luz no fim do túnel. “Descobri a natação. Fui progredindo, melhorando”, lembra.

A partir daquele momento, o esporte passou a significar mais que lazer, representava vida. “Foi essencial na minha recuperação, ajudando na parte física e também na inclusão. Percebi melhoras gradativas nas minhas funções e equilíbrio de tronco”, destaca.

 

Comentários

Mais notícias

CPI resgata cavalo a beira da morte em Cariacica

O resgate aconteceu na quarta-feira (8). Foto: Divulgação Na noite da última quarta-feira, dia 8, a CPI dos Maus-Tratos Contra os Animais da Assembleia Legislativa,...

Serra registra aumento de 40% de resgates de animais

Com a pandemia do novo coronavírus, mais pessoas têm ficado em casa e mais animais silvestres têm aparecido nas áreas urbanas. É o que...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!