• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.100 casos
  • 1.417 mortes
  • 66.111 curados
23.7 C
Serra
sexta-feira, 23 julho - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 68.100 casos
  • 1.417 mortes
  • 66.111 curados

Serra oferece abrigo e recebe 40 refugiados venezuelanos

Leia também

Supermercado Casagrande multado em R$ 83 mil por fazer loja sem licença em Jacaraípe

A nova loja do supermercado Casagrande em Jacaraípe, prevista para ser inaugurada na semana que vem, foi multada em...

Estudo inglês demonstra que segunda dose de vacinas é essencial contra a variante delta

Mais um estudo demonstra a necessidade da segunda dose da vacina contra a Covid para que a proteção seja...

Gleisi Hoffman vem ao Estado para contribuir na formação de uma frente pró-Lula

  Com o avanço da popularidade de Lula no Espírito Santo e retomada do ex-presidente na preferência dos eleitores capixabas,...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Imigrantes venezuelanos cruzam a fronteira com o Brasil: Serra recebeu 40 refugiados. Foto: Agência Brasil

A Serra recebeu, nos últimos dias, 40 refugiados venezuelanos – que viviam no país em situação de extrema pobreza e desigualdade. Por aqui, eles estão recebendo os cuidados da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (Sedir), que vai capacitar um grupo de servidores para o atendimento técnico e humanizado.

Os refugiados que estão na Serra são oriundos do norte da Venezuela e pertencem a um povo tradicional com hábitos, costumes e cultura muito específicos. De acordo com a Sedir, o conhecimento de suas características e demandas é fundamental para resguardar seus direitos e garantir a dignidade e integridade durante a passagem pelo município.

As famílias da etnia Warao que se refugiaram no município da Serra estão abrigadas no Centro de Convivência para Idosos de Nova Almeida. A prefeitura não explicou a motivação exata da vinda dos venezuelanos para a cidade, mas o país de origem destas pessoas vive uma ditadura e a pior crise econômica de sua história.

Sobre a capacitação aos servidores, a formação será na próxima sexta-feira (25), das 9 às 12 horas, pela Plataforma Teams e será voltada a servidores que atuam diretamente junto à população, especialmente aqueles da Sedir/Seppom, Semas, Sesa, Sedes e Sedu.

O evento será realizado em parceria com a Defensoria Pública da União (DPU) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR/ONU). A palestra será ministrada pela cientista social Lyvia Rodrigues Barbosa, assistente sênior de Proteção do escritório de São Paulo da agência da ONU para refugiados.

Além da capacitação dos servidores, segundo a prefeitura, é importante promover a informação sobre o povo Warao junto às comunidades onde eles estão inseridos.

Por isso, na última sexta-feira (18), a Sedir, em parceria com a Secretaria de Assistência Social (Semas), com a Defensoria Pública da União e o Núcleo de Apoio a Refugiados da UFES, realizou uma reunião com representantes da Federação das Associações de Moradores da Serra (FAMS), da Assembleia Municipal do Orçamento (AMO) e da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal, na qual foi tratada a situação dos refugiados Warao na Serra.

O link será enviado pelas secretarias às suas respectivas equipes. Outras pessoas interessadas em participar podem solicitar o link através do e-mail: [email protected].

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!