• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
Atraso na vacinação:

Serra não descarta risco de faltar segunda dose e espera chegada de mais vacinas contra Covid

Leia também

Festival apresenta 12 atrações musicais capixabas de diferentes estilos e linguagens

Doze atrações musicais capixabas com performances que entregam grito por diversidade e liberdade. E mais: dança, rock, fala, hip...

De mochilão e bicicleta, amigos vem pedalando da Argentina para conhecer belezas da Serra

Imagine conhecer o litoral brasileiro dando muitas pedaladas? Uma aventura e tanto, não é? Em busca da liberdade e...

Com investimento de mais de R$ 2 milhões, Fapes abre inscrições para bolsistas

Um investimento de R$ 2,1 milhões será destinado pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Sede da Prefeitura da Serra: Município pode ter atraso na vacinação devido à falta de doses. Foto: Jansen Lube | Secom

Com a escassez de vacinas distribuídas pelo Governo Federal aos estados brasileiros, cidades de todo o Brasil vem sofrendo com a falta de segunda dose (D2) para a garantia da imunização de seus moradores. Na Serra, a situação parece não ser diferente. Moradores de diversas regiões do Município afirmam que não estão conseguindo vagas para o agendamento da D2 da vacina do Butantan, Coronavac. Procurada pelo TEMPO NOVO, a Prefeitura da Serra não descartou o risco de faltar imunizante.

A reportagem questionou o Município, que não respondeu se há ou não risco de faltar doses para completar a imunização de grupos contemplados. Na nota enviada, o Município se limitou a dizer que a abertura de novos agendamentos para a segunda dose pode ocorrer ainda nesta semana. No entanto, destacou que isso depende do envio de doses pelo Governo do Estado, que recebe os imunizantes do Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com a prefeitura, na última sexta-feira (30), 3.440 vagas de agendamento foram abertas para a segunda dose de idosos com idade acima de 65 anos. É importante destacar que a situação não pode ser considerada culpa ou erro da gestão do atual prefeito Sergio Vidigal. Isso porque ocorre em muitos outros municípios capixabas e também de fora do estado.

No âmbito nacional, as ações do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) causam revoltas entre a comunidade cientifica e no meio político. O presidente é acusado de omissão e negacionismo, principalmente por desacreditar e negar compra de vacinas ainda no ano passado. Neste momento, o Brasil vive uma de suas piores fases da pandemia e ainda enfrenta falta de coordenação na distribuição de doses das vacinas, além da escassez dos produtos.

Enquanto isso ocorre, o TEMPO NOVO vem recebendo centenas de reclamações vindas de leitores sobre a falta de segunda dose na cidade. Uma delas é a Regiane Fagundes. Segundo ela, o prazo para segunda dose da sua mãe venceu. “E bem antes de vencer estou tentando e não consigo, será privilégio de outros?”, indaga.

Juliana Felipe Huli disse que também não consegui agendar para seu pai. “Ele tem 67 anos e ainda não conseguir dar a ele a 2° dose”. Nagil Siqueira afirma que não há doses disponíveis. “O site é confuso, trava na hora de confirmar e a pessoa fica sem saber. Aí liga para unidade de saúde o dia inteiro até saber que a dose não foi confirmada”.

“Segunda dose para idoso e profissional da saúde (Coronavac) não tem. A primeira tem em vários pontos, confuso né? Devem estar querendo números”, desabafa Marcia Paiva.

Estado promete enviar mais doses

O Espírito Santo recebeu, na manhã desta segunda-feira (03), uma nova remessa de doses de vacinas contra o novo Coronavírus (Covid-19). Para a 17ª pauta de distribuição, foram entregues 135.000 doses da Covishield (Oxford/Fiocruz). O Estado fará o envio de primeiras doses para pessoas com comorbidades (88.443 doses); gestantes e puérperas (15.013 doses); pessoas com deficiência permanente (14.500 doses) e mais um quantitativo de doses para trabalhadores da saúde e população quilombola.

Para as segundas doses, o Estado fará o envio de 5,6% de doses para pessoas de 70 a 74 anos com a remessa da Coronavac, que chegou no último sábado (01).

As doses foram encaminhadas à Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria da Saúde (Sesa) para cadastramento. A distribuição teve início na tarde desta segunda-feira (03) para os municípios da Região Metropolitana e para as regionais de saúde norte, sul e Central.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!