26.6 C
Serra
segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020

Serra Ambiental terá que pagar R$ 380 mil por crimes ambientais

Leia também

Edson Vargas e Cabo Porto: duas perdas trágicas para a política e o município da Serra

Por Eci Scardini: Dois jovens políticos deram adeus de forma trágica e precoce dessa vida: Edson Vargas e Cabo Porto. Outras...

Lideranças políticas lamentam morte de Cabo Porto e família

  Luto Oficial de 3 dias no Espírito Santo e na Câmara da Serra. Os capixabas foram surpreendidos neste sábado...

Corpo do vereador Cabo Porto será velado na Câmara da Serra a partir das 9h30 deste domingo

      A Câmara da Serra foi o local escolhido pela família para o velório do vereador Cabo Porto (PSB), sua...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Uma das micro bacias atendidas é Córrego Dr. Robson que deságua na lagoa Jacuném. Foto: Arquivo TN

Gabriel Almeida

A concessionária Serra Ambiental vai ter que pagar um total de R$ 380 mil para a prefeitura da Serra, de acordo com deliberação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condemas) por descarte irregular de esgoto, que é crime ambiental. A decisão foi publicada no Diário Oficial dos Municípios no último dia (09).

No total são seis multas diferentes que aconteceram entre 2016 e 2017. O primeiro auto de infração foi feito em 2016 por um lançamento de esgoto doméstico no solo sendo carregado para a rede pluvial. O fato ocorreu na Rua sete no bairro Civit II em frente às empresas Novapol Plásticos e Mills Estruturas e Serviços de Engenharia no dia 14 de setembro de 2016. A multa é no valor de R$ 50 mil.

A segunda multa foi por lançamento de esgoto doméstico no solo nos fundos de uma casa na rua Putiri em Serra Dourada, mas dessa vez o esgoto foi levado até uma Zona de Proteção Ambiental (ZPA), que segundo constatação da fiscalização ambiental,  alterou o aspecto do local que é protegido por lei. O descarte ocorreu no dia 19 de julho de 2016 e a multa é no valor de R$ 60 mil.

Outro lançamento de esgoto doméstico no solo que atingiu o Córrego Dr. Robson na Avenida Serrana e na rua Monte Senir, em Planalto Serrano, bloco A. O fato ocorreu no dia 04 de abril de 2017 e a Serra Ambiental foi multada no valor de R$ 120 mil.

No bairro Novo Porto Canoa foi flagrado um lançamento de esgoto em uma área de preservação ambiental na rua Dom Marcos Teixeira. Mais uma vez a empresa foi multada no valor de R$ 120 mil. 

Já na comunidade de Colina de Laranjeiras a Serra Ambiental foi multada por realizar despejo de esgoto doméstico sem tratamento no solo, no curso d’água e na rede pluvial do município na Avenida Mestre Álvaro Monte Hermon. A multa foi no valor de R$ 10 mil.

Por último, foi constatado um lançamento de esgoto doméstico em via pública sendo carregado para a rede pluvial, o lançamento aconteceu por cerca de quatro dias na rua  Rógerio Norbim em Caçaroca.  O fato aconteceu no mês de março de 2017 e a Serra Ambiental foi multada no valor de R$ 20mil.

A empresa recorreu a todas as multas, porém, por unanimidade entre os conselheiros do meio ambiente optaram por manter os atos de infração e aos valores em sua totalidade. A empresa agora pode recorrer a Justiça, mas no âmbito da administração municipal já se esgotou as possibilidade de questionar as infrações.  

A reportagem entrou em contato com a Serra Ambiental, mas em nota, foi orientado a demandar posição através da Companhia Espírito Santense de Saneamento, a Cesan, que por sua vez disse que a empresa tem conhecimento das referidas multas aplicadas pelos autos de infração e que a Serra Ambiental já impetrou todos os recursos administrativos cabíveis. Além disso, a Concessionária realiza um levantamento para adoção das medidas judiciais adequadas, por discordar da aplicação das multas.

A empresa destaca ainda que “empenha os todos os esforços para a melhoria da qualidade ambiental do município, e também no atendimento de todas as metas e indicadores exigidos no contrato de Parceria Público-Privada”.

Comentários

Mais notícias

Lideranças políticas lamentam morte de Cabo Porto e família

  Luto Oficial de 3 dias no Espírito Santo e na Câmara da Serra. Os capixabas foram surpreendidos neste sábado (22) com a notícia da...

Corpo do vereador Cabo Porto será velado na Câmara da Serra a partir das 9h30 deste domingo

      A Câmara da Serra foi o local escolhido pela família para o velório do vereador Cabo Porto (PSB), sua esposa e filho, mortos em...

Artigo de opinião TN | Morte de Cabo Porto e família é uma tragédia para a Serra

A morte do vereador Cabo Porto, em um acidente de trânsito no interior do estado, mexeu muito com a cidade. Isso porque o parlamentar...

Cabo Porto, esposa e filho morrem em acidente no interior do Estado

O vereador da Serra, Cabo Porto, morreu na tarde deste sábado (22) num acidente na rodovia BR 101, na zona rural, de Linhares. O...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem