22.9 C
Serra
quarta-feira, 03 de junho de 2020

Segue polêmica sobre pontos de ônibus em ciclovias

Leia também

Serra vai acolher idosos positivos para Covid-19 em hotel durante quarentena

A Prefeitura da Serra oferece uma nova modalidade de acolhimento no município para idosos e pessoas com deficiência. O...

Em live, prefeito da Serra e do Macapá discutem gestão e pandemia nesta quarta

Os prefeitos Audifax Barcelos (Rede), da Serra, e Clecio Luiz, do Macapá, realizam live nesta quarta-feira (3) para discutir...

Mar destrói barreira de contenção feita em Manguinhos semana passada

Não durou nem uma semana a barreira de contenção feita emergencialmente pela prefeitura da Serra para impedir que o...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Rivadavia desaprova a instalação dos abrigos em ciclovias
Rivadavia desaprova a instalação dos abrigos em ciclovias. Foto: Bruno Lyra

Por Thiago Albuquerque

A instalação de abrigos de pontos de ônibus sobre ciclovias na Serra vem gerando polêmica na cidade. A prefeitura da Serra, que é a responsável pela instalação, garante que as ciclovias serão readequadas. Por enquanto, ciclistas devem ficar atentos, pois seu caminho pode ser interrompido por um abrigo quando menos se espera.

O mesmo vale para usuários do Transcol, já que alguns pontos estão com o assoalho desnivelado pelo meio-fio entre a ciclovia e a rua. Em nota à reportagem, a assessoria da prefeitura informou que as ciclovias terão novo traçado, passando por trás dos abrigos. E que as calçadas serão niveladas.

Na última segunda, quatro pontos de ônibus já haviam sido colocados sobre a ciclovia da avenida Paulo Pereira Gomes, que liga Laranjeiras II à Manguinhos. A prefeitura informou ainda que serão instalados 300 abrigos novos e recuperados outros 200 na cidade. Mas não detalhou quantos deles impactarão os cerca de 49km de vias para ciclistas existentes na cidade.

A implantação e recuperação dos abrigos e a adequação de calçadas e das ciclovias vai custar R$ 5 milhões, informou a prefeitura.

 

Ciclistas prometem protesto

Revolta é o sentimento dos ciclistas que usam a ciclovia da Paulo Pereira Gomes. Eles prometem uma manifestação no próximo dia 20 de setembro contra a instalação dos abrigos no local. O organizador, Anderson Luiz, está mobilizando adeptos pelas redes sociais. “Não queremos candidatos na manifestação, não serão bem recebidos”, avisa.

Quem deve participar é o ciclista Ivo Soares. “Acho um retrocesso essa atitude da prefeitura. Precisamos é incentivar a mobilidade e não piorar a situação”, critica.

O ciclista Rivadavia D’Andrea usa diariamente a ciclovia e está indignado. “Moro em Laranjeiras II, trabalho e estudo na UCL. É uma situação ridícula, tenho que sair da ciclovia para continuar a viagem”, lamenta.

Comentários

Mais notícias

Em live, prefeito da Serra e do Macapá discutem gestão e pandemia nesta quarta

Os prefeitos Audifax Barcelos (Rede), da Serra, e Clecio Luiz, do Macapá, realizam live nesta quarta-feira (3) para discutir temas referentes à pandemia do...

Mar destrói barreira de contenção feita em Manguinhos semana passada

Não durou nem uma semana a barreira de contenção feita emergencialmente pela prefeitura da Serra para impedir que o mar avançasse ainda mais em...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!