[secondary_title]

Sede de projeto de coleta de entulho sofre vandalismo

- PUBLICIDADE-
O Corpo de Bombeiros evitou que o fogo destruísse a sede do projeto. Foto: Divulgação/Paulinho Araújo

José Salucci

Por pouco um princípio de incêndio na sede projeto João de Barro – Encoentulho em Novo Porto Canoa, não acaba com o espaço destinada à coleta seletiva de entulho e outros resíduos sólidos que não podem ser coletados pelo caminhão de lixo na Serra.   

O caso aconteceu por volta das 16h do último sábado e foi praticado por vândalos, que além de atearem fogo no galpão e depredaram a cozinha, escritórios e banheiros.  

O presidente da Associação dos Moradores de Novo Porto Canoa, Paulinho Araújo, esteve no local durante o incêndio e disse que o projeto vem sofrendo constantes ataques de vandalismo. “Não foi a primeira vez que arrombaram. Já aconteceu outra vez esse ano e ano passado também. Agora, tiraram todas as trancas das portas. Roubaram os extintores. Infelizmente o local está à mercê de vagabundos”, lamentou. 

Vandalos depredaram a cozinha e espalharam a comida dos funcionários do projeto. Foto: Divulgação/ Paulinho Araújo

Paulinho disse que foi um morador vizinho quem ligou para o Corpo de Bombeiros, que conseguiu evitar o pior. Outra moradora do bairro, Luciana Castorino, que faz parte do Movimento Ambiental da Serra, disse que o projeto fica fechado aos sábados e domingos e somente às 18 horas chega o funcionário de vigilância.

“O projeto não dá conta de tantos resíduos que a gente tem na Serra. Então com ele fechado. Com isso os lixões a céu aberto vão acumulando ainda mais resíduos, aumentando a sujeira em terrenos baldios e áreas verdes”, frisa.

Reportagem revela dificuldades do João de Barro

Concebido para ser um espaço de coleta seletiva de entulho gerado em pequenas obras residenciais e outros resíduos sólidos como eletrodomésticos e móveis, o projeto João de Barro – Ecoentulho vem enfrentando desafios para cumprir seu objetivo, conforme reportagem publicada pelo Jornal Tempo Novo no início do mês.

Na ocasião, além de não estar havendo separação nos materiais nas baias dedicadas a isso, a oficina de marcenaria projetada para funcionar no galpão com o objetivo de recuperar móveis descartados, não está funcionando.

E pior: em frente a sede do projeto se formou um lixão, justamente aquilo que o João de Barro deveria combater.

Em nota, a Prefeitura da Serra disse que o Projeto João de Barro funciona regularmente para atender pequenos geradores de entulhos e carroceiros. E que ainda recolhe móveis e eletrodomésticos, inclusive com agendamento para coleta em casa. Para isso há o tel 3341 – 4153. O funcionamento do espaço é segunda à sexta, de 8h às 17h. 

  

 

 

Espírito Santo vai receber 58 mil doses de vacina contra a dengue

O Espírito Santo vai receber nesta quinta-feira (22) a primeira remessa de doses das vacinas contra a dengue para o início da imunização das...

Estado abre 300 vagas de cursos técnicos gratuitos; veja como se inscrever

O Governo do Estado abriu, nesta quarta-feira (21), 300 vagas de cursos técnicos gratuitos. As chances estão sendo ofertadas através do programa Bolsa Técnica,...

Cover de Evanescence, banda Hallted, se apresenta pela 1ª vez na Serra neste sábado

Neste sábado (24), às 19 horas, o Mad Rocks, será palco de uma noite memorável para os fãs do rock dos anos 2000. O...

Estado oferta vagas para estudar de graça em faculdades

Estão abertas as inscrições para a lista de espera das mil vagas gratuitas de cursos superiores em faculdades privadas. A iniciativa é do Governo...

Detran anuncia abertura de 7 mil vagas para tirar carteira de motorista de graça

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran), está preparando aproximadamente sete mil vagas para o Programa CNH Social 2024, do Governo do Estado. A 1ª...

Cobra gigante invade casa e deixa moradores desesperados na Serra

Uma cobra invadiu uma casa no bairro Porto Dourado, na Serra, nesta quarta-feira (21). A serpente estava num coqueiro no quintal da residência. Assim que...

Atletas da Serra participam da 25º Volta Internacional da Pampulha em MG

Um grupo da Serra com idade acima dos 60 se prepara para uma grande aventura. Eles se inscreveram para a 25º Volta Internacional da...

Praças de alimentação da Serra devem reservar 5% de vagas para idosos, gestantes e deficientes

  Praças de alimentação situadas em shoppings e restaurantes da Serra terão que reservar 5% de vagas, mesas e cadeiras, para idosos, pessoas com deficiência...