21.1 C
Serra
sexta-feira, 10 de abril de 2020

Secretário defende proibição de garupa em moto na Serra e gera polêmica

Leia também

Império de Fátima vai doar cestas básicas para circos e máscaras para unidades de saúde da Serra

A escola de samba Império de Fátima se mobilizou para ajudar famílias carentes e artistas circenses da Serra. A agremiação...

Três secretários de Audifax devem disputar as eleições municipais em outubro

  A Prefeitura da Serra confirmou a desincompatibilização dos secretários Igor Elson B. de Almeida e Elcimara Rangel dos cargos de...

Número de casos confirmados da Covid-19 sobe para 300 no Espírito Santo

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Espírito Santo aumentou. De acordo com a última atualização divulgada...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Avenida Brasil em Novo Horizonte: Motociclistas podem perder o direito de transportar carona na Serra. Foto: Fábio Barcelos
Avenida Brasil em Novo Horizonte: Motociclistas podem perder o direito de transportar carona na Serra. Foto: Fábio Barcelos

Por Conceição Nascimento / Bruno Lyra

Mais um tema polêmico que restringe a liberdade de cidadãos em nome do combate à violência na Serra. A proibição de carona em motocicletas na Serra começa a ser estudada pela Secretaria de Defesa Social (Sedes). A informação é do secretário da pasta, coronel Nylton Rodrigues.

Ele entende que a medida pode ajudar a reduzir o alarmante número de homicídios na cidade e afirma que um número considerável destas ocorrências tem como autores pessoas montadas nas garupas das motos.

“A proposta partiu de policiais militares do 6º Batalhão, que têm me abordado desde o ano passado e estamos estudando o assunto. Vamos verificar se existe situação semelhante em outros municípios e, se for legal e viável, implantaremos na Serra”, disse Rodrigues.

Mas Nylton adiantou que ainda não há projeto de lei para a implantação da proposta.

Nylton é Coronel da PM e antes de assumir a Defesa Social era comandante do 6 º Batalhão da PM, responsável pelo policiamento da Serra. Uma outra bandeira dele, também polêmica, já entrou em vigor: a restrição para funcionamento dos bares e casas noturnas na cidade, que passou a valer no último dia 23 de fevereiro.

Mesmo assim o mês foi muito violento: 40 assassinatos, um aumento de 66,6% em relação a janeiro onde foram registrados 24 homicídios. Os dados de fevereiro são do secretário Nylton e o de janeiro da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Vereadores criticam medida

Mas a medida pode encontrar dificuldades na Câmara de Vereadores. O líder do Governo na Câmara, Luiz Carlos Moreira (PMDB), mostra preocupação em relação ao direito de ir e vir. “Não avaliei ainda, mas quando tira o direito do cidadão, é preciso discutir o assunto. Não li a proposta ainda e entendo que não é algo genérico. Mas tira o direito de ir e vir do cidadão. Se ficar nessa de proibir, ninguém vai viver”, disse o vereador.

O vereador Basílio da Saúde (Pros) já adiantou que deve votar contra. “Infundada, sem consistência. A proposta pune pessoas que não cometem esse delito. Que se aumente o policiamento e a pena para os homicidas, mas o contribuinte não deve ser impactado pelo aumento no número de assassinato. Que façam mais blitzes e policiamento ostensivo”, disparou.

“Ainda não vi o projeto e é preciso analisar melhor, juntamente com minha assessoria. Daí vou me posicionar sobre o assunto”, ponderou o vereador Miguel da Policlínica (PTC).

Comentários

Mais notícias

Três secretários de Audifax devem disputar as eleições municipais em outubro

  A Prefeitura da Serra confirmou a desincompatibilização dos secretários Igor Elson B. de Almeida e Elcimara Rangel dos cargos de secretário de Serviços e de...

Número de casos confirmados da Covid-19 sobe para 300 no Espírito Santo

O número de casos confirmados do novo coronavírus no Espírito Santo aumentou. De acordo com a última atualização divulgada pela Secretaria de Estado da...

Serra tem 11 novos casos de coronavírus e registra 64 pacientes contaminados

Em 24 horas, a Serra teve um aumento significativo no número de casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com a última atualização divulgada pela...

Novos partidos alteram o tabuleiro no plenário da Câmara da Serra

Os sem-partido Os vereadores passaram um perrengue nos últimos dias do prazo para filiação partidária para quem tem mandato, 3 de abril. Após o corre-corre,...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem