23.2 C
Serra
sexta-feira, 05 de junho de 2020

Reunir família e amigos para fazer a torta capixaba é tradição

Leia também

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo...

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Álvaro Duarte, de Praia Grande, reúne cerca de 60 pessoas de várias cidades para trocar e celebrar a Sexta-feira Santa. Foto: Reprodução Facebook

Quem é capixaba ou vive aqui há um tempo sabe que a Semana Santa vem com uma tradição diferenciada dos demais estados: a torta capixaba. A iguaria culinária é um prato típico do Espírito Santo, normalmente consumido na Sexta-Feira da Paixão, cuja base leva bacalhau e palmito, mas que na região litorânea recebe mariscos e frutos do mar.

E tanto a produção quanto o consumo se tornam um ritual de confraternização entre familiares e amigos. Para alguns, a união começa na produção da delícia. Mas há também quem se reúna para trocar pedaços de torta e conhecer o tempero do amigo.

Na casa de Rita de Cássia Reis, em Castelândia, a reunião começa na quinta-feira. “Juntamos a família para preparar a torta na Quinta-Feira Santa, e na Sexta-Feira da Paixão nos reunimos de novo para comer”, aponta.

Moradora de José de Anchieta, Carolyna Taylor conta que a tradição se repete toda Sexta-Feira da Paixão. “Aqui em casa fazemos a torta capixaba todos os anos. É uma forma de unir a família e confraternizar! Não só a família, mas também amigos e vizinhos, pois costumamos trocar pedaços”, conta.

E tem uma turma que se reúne em Praia Grande, Fundão, e recebe amigos da Serra, Vitória e de outros municípios para degustar e até mesmo eleger a melhor produção.

Quem conta como começou é Álvaro Duarte.“Éramos cinco amigos reunidos numa Sexta-Feira Santa e cada um levou sua torta capixaba. Como cada torta é diferente, por conta da receita de cada um, decidimos eleger a melhor. A partir daí, passamos a fazer o Festival da Torta Capixaba, que terá a 15ª Edição este ano. Nos últimos, estávamos com cerca de 60 pessoas e também há outros pratos diferentes, pois tem gente natural de outros estados que não se arrisca a fazer a torta”, detalha.

Comentários

Mais notícias

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente do coronavírus. Isso porque já...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!