Qual dessas obras paralisadas na Serra você gostaria que o Governo do ES recomeçasse primeiro?

0
Qual dessas obras paralisadas na Serra você gostaria que o Governo do ES recomeçasse primeiro?
Obras paralisadas pelo Governo do Estado.

Em quase 150 dias, a única obra do governo de Renato Casagrande (PSB) é a calçada do Dório Silva orçada em pouco mais de R$ 200 mil e está com o cronograma atrasado. Com isso o serrano fica na expectativa de retomada das obras paralisadas, já que não são poucas.

Pensando nisso, em formato de enquete o TEMPO NOVO listou algumas delas que tem sido fruto de questionamento de leitores do jornal. O resultado será encaminhado à Casagrande por meio da assessoria de imprensa.

Foram relacionadas cinco obras, são elas: recapeamento asfáltico da Avenida Abdo Saad em Jacaraípe no valor de aproximadamente R$ 10 milhões. Nos últimos anos a Abdo Saad se transformou em objeto de muita insatisfação por parte de motoristas que reclamam da péssima condição asfáltica e grande quantidade de buracos.

Outra obra é a Escola Aristóbulo Barbosa Leão, que se transformou numa novela. A obra foi paralisada em 2014 no último ano do primeiro mandato de Casagrande. Inicialmente orçada em R$ 9 milhões, assustadoramente a obra já consumiu R$ 12 milhões entre aluguel de um prédio provisório e a estrutura que foi abandonada e posteriormente demolida. Apesar de já ter gasto esse montante milionário, a obra está no chão e atualmente serve como ponto de consumo de drogas.

Outra novela é o Faça Fácil em Laranjeiras. Com um investimento inicial de R$ 29 milhões, a obra está longe de sair do papel. Iniciada em 2014, era para ter sido entregue no segundo semestre de 2015. O Faça Fácil é um local que agregaria num único lugar vários órgãos para atendimento à população: Polícia Civil, Detran, Secretaria da Fazenda, Cesan, Ceturb, Junta Comercial e Procon; Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (antiga DRT) e Correios; órgãos e secretarias municipais, Sine, Banestes, Escelsa, entre outros.

Paralisadas há quase cinco anos, as obras do Contorno de Jacaraípe continuam sem previsão para serem retomadas. Isso é o que afirmou o DER-ES em fevereiro desse ano. O local chegou a receber terraplanagem, mas com o passar dos anos está se deteriorando. O custo para os cofres públicos é de mais de R$ 100 milhões. O Contorno seria uma solução mais rápida entre Jacaraípe e Nova Almeida sem passar pela Abdo Saad.

Risco de morte para motoristas e passageiros de veículos motorizados e também para ciclistas. Essa é a situação do trecho da rodovia Norte Sul entre Laranjeiras e Barcelona, cuja obra de melhoria foi paralisada há quatro anos. A Prefeitura da Serra começou a obra em 2014, com recursos do Estado, e terminou apenas a pista de rolagem.  Houve a assinatura de um convênio no valor de R$ 2,7 milhões entre o ex-governador Paulo Hartung e o prefeito Audifax Barcelos, mas foi suspenso pelo atual governador e segue sem previsão de término.

 
Comentários