• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados

Protesto sobre dragagem de rio complica trânsito em Jacaraípe

Leia também

Lixão em Novo Porto Canoa tira sono de moradores que pedem providência

Um imenso lixão está se formando na Avenida Amazonas, em Novo Porto Canoa, no terreno que fica em frente...

Festival apresenta 12 atrações musicais capixabas de diferentes estilos e linguagens

Doze atrações musicais capixabas com performances que entregam grito por diversidade e liberdade. E mais: dança, rock, fala, hip...

De mochilão e bicicleta, amigos vem pedalando da Argentina para conhecer belezas da Serra

Imagine conhecer o litoral brasileiro dando muitas pedaladas? Uma aventura e tanto, não é? Em busca da liberdade e...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Neste momento um grupo de manifestantes faz um protesto na avenida Abdo Saad em Jacaraípe em frente a delegacia local. Os dois sentidos da via estão bloqueados, complicando o trânsito na região. De acordo com um funcionário da prefeitura que pediu para não ser identificado, os manifestantes seriam moradores das margens do rio Jacaraípe.

Eles estariam protestando contra a falta de informações sobre a remoção de imóveis que estão nas margens do rio por ocasião das obras de dragagem que estão sendo executadas ao custo de R$ 10milhões pela prefeitura.

Desde o começo da dragagem, no início do ano, a obra vem gerando polêmica pois não foram detalhados quantos e quais imóveis e famílias serão removidos. Além disso a obra destruiu os manguezais e matas ciliares que ainda existiam ao longo do rio entre a Praça Encontro das Águas e a Lagoa Juara.

E foi embargada no final de junho pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) por não adotar medidas de proteção a sítios arqueológicos formadas por conchas e outros utensílios usados por antigas comunidades indígenas na região.

Desde então a prefeitura tenta o desembargo da obra junto ao Iphan.

Há três semanas foi publicado no Diário Oficial a liberação de R$ 3 milhões para a obra, um recurso que veio do Governo Federal. A empreiteira Ônix é quem tem o contrato para a dragagem.

A reportagem já acionou a assessoria de imprensa da prefeitura para pedir um posicionamento sobre o caso.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!