28.7 C
Serra
sábado, 22 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Produzir mais em menos espaço é uma das chaves para o agronegócio em 2022

Leia também

Serra terá dois novos pontos de testagem de Covid-19 | Confira

Diante do crescente número de casos positivos de Covid-19 registrados nos últimos dias, a procura por testes aumentou e...

Avanço explosivo da Ômicron adoece 1.550 pessoas na Serra em 24h

A circulação da variante Ômicron em território capixaba tem causado um aumento explosivo de novos casos da Covid-19 na...

Serra volta para risco moderado e pode sofrer restrições devido ao avanço da Covid-19

Devido ao aumento de casos de coronavírus e mortes causadas por complicações da Covid-19, a Serra voltou a ser...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Foto: Divulgação

O ano de 2022 começa com uma perspectiva positiva para o agronegócio, com previsão recorde na safra de grãos e expectativa de crescimento de quase 10% no Produto Interno Bruto (PIB) do setor. Mas o custo de produção deve ser um dos mais altos da história por conta da alta constante do preço do dólar, que afeta diretamente o custo dos insumos necessários para o cultivo das lavouras.

Por isso, uma das soluções é produzir mais em menor espaço, cuidando do solo para garantir que ele tenha vida útil mais longa. Ou seja, potencializar o resultado da colheita sem, necessariamente, expandir a área de plantio. É aqui que entra a necessidade de escolher produtos que beneficiam tanto a lavoura quanto a terra.

Uma forma é optar por produtos de base orgânica, que são, segundo a Embrapa, todos aqueles obtidos por processo físico, químico ou bioquímico, natural ou controlado, a partir de matérias-primas de origem industrial, urbana ou rural, vegetal ou animal, enriquecidos ou não de nutrientes minerais. “Esses produtos servem para nutrir adequadamente as  plantas, e condicionam o solo. Dessa forma, o agricultor consegue uma safra com excelentes resultados, podendo usar a mesma área por mais tempo”, explica Mauricio Cota, diretor-técnico da Natufert.

Otimizar a área de produção, usando fertilizantes mais eficientes ajudam a diminuir o custo de produção, o que é, justamente, um dos grandes desafios para o setor da agricultura para 2022. Para isso, é fundamental a escolha de produtos que sejam mais eficientes nesse processo. A Natufert oferece três tipos: Orgânicos, organominerais e minerais especiais. Cada um deles tem uma composição específica para beneficiar a lavoura de forma a atingir altas produtividades.

“Escolher o produto certo, que ofereça à lavoura os nutrientes necessários e na medida certa é fundamental para uma colheita superior. Por isso, é necessário utilizar fertilizantes que disponibilizem estes nutrientes nas condições adequadas para o maior aproveitamento pelas plantas”, descreve Daniel.

A Natufert

Foto: Divulgação

Há 10 anos no mercado, a Natufert é a maior empresa de fertilizantes de alto desempenho com base orgânica do Espírito Santo. Sua sede fica em Ibatiba, mas sua área de atuação vai além do território capixaba. A Natufert também está na Bahia, no Rio de Janeiro, Minas Gerais e em Goiás.

A Natufert produz três linhas de produtos. São eles: Safra Certa, que tem alta concentração em nitrogênio (N) e potássio (K) e é indicada para a formação e produção; Base Mega, que é recomendada para as etapas de plantio e fosfatagem, já que são ricos em fósforo (P). E a linha Humifort, que é composta por fertilizantes orgânicos que melhoram as características químicas, físicas e biológicas dos solos. Todos os fertilizantes da linha Humifort têm certificado do IBD, a maior certificadora de produtos orgânicos e sustentáveis da América Latina.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!