22.9 C
Serra
quarta-feira, 03 de junho de 2020

Prestador de serviço acusa empreiteira da Prefeitura de calote

Leia também

Serra vai acolher idosos positivos para Covid-19 em hotel durante quarentena

A Prefeitura da Serra oferece uma nova modalidade de acolhimento no município para idosos e pessoas com deficiência. O...

Em live, prefeito da Serra e do Macapá discutem gestão e pandemia nesta quarta

Os prefeitos Audifax Barcelos (Rede), da Serra, e Clecio Luiz, do Macapá, realizam live nesta quarta-feira (3) para discutir...

Mar destrói barreira de contenção feita em Manguinhos semana passada

Não durou nem uma semana a barreira de contenção feita emergencialmente pela prefeitura da Serra para impedir que o...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

 

rio jacaraipe editado
Empreiteira Ônix, contratada pela Prefeitura, é acusada de dar calote nos subcontratados. Foto: Edson Reis

Por Clarice Poltronieri

Prestadores de serviço que foram subcontratadas pela empreiteira Ônix Engenharia, que tem contrato com a Prefeitura para fazer as obras de dragagem e alargamento do rio Jacaraípe, reclamam de calote.

Relatos apontam que pelo menos dois subcontratados ficaram sem receber parte do serviço, incluindo aluguel de maquinário, caminhões e o galpão onde funcionava o canteiro de obras.

Dianderson Bastos Mazzariol alugou três caminhões na primeira etapa da obra. “O contrato fechava com 30 dias e pagamento previsto para o dia cinco. Não foi feito contrato escrito, pois eles enrolaram para fazer. Ficamos quatro meses na obra e só me pagaram dois. Largamos o serviço e eles contrataram outra empresa, que também não pagaram”, denuncia.

“O trato era receber depois de três meses de serviço. Meu caminhão levava pedra de Vitória para a obra e lá transportava a lama retirada do rio. Depois desse tempo, passaram 15 dias e nada de pagamento. Todos pararam de trabalhar. A empresa não deu baixa na carteira de ninguém e nos dispensou”, conta Orlando Vescovi.

O prestador que foi contrato após a dispensa dos primeiros, também reclama. “Nos contrataram para seis meses. Com quatro meses de trabalho comecei a reclamar e eles me pagaram um mês e meio, mas dispensaram os carros. A obra ficou parada. Tivemos reuniões com a prefeitura, vereadores, mas nada resolve. Somos pais de família e precisamos do nosso dinheiro”, protesta o motorista Ananias Ramos Martins.

O caso levou o vereador oposicionista Gideão Svensson (PR) a fazer uma reclamação na tribuna da Câmara da Serra.  Já a assessoria de imprensa da Prefeitura diz que paga em dia a empreiteira Ônix, sendo de competência da mesma, pagar os subcontratados.  A obra de dragagem e alargamento está orçada em cerca de R$10 milhões com previsão de término em 2016.

Uma funcionária da Ônix, Miriam Maciel, disse só gente do escritório da empresa que fica em Salvador, Bahia, poderia responder. A reportagem ligou diversas vezes para lá, mas ninguém atendeu.

 

Comentários

Mais notícias

Em live, prefeito da Serra e do Macapá discutem gestão e pandemia nesta quarta

Os prefeitos Audifax Barcelos (Rede), da Serra, e Clecio Luiz, do Macapá, realizam live nesta quarta-feira (3) para discutir temas referentes à pandemia do...

Mar destrói barreira de contenção feita em Manguinhos semana passada

Não durou nem uma semana a barreira de contenção feita emergencialmente pela prefeitura da Serra para impedir que o mar avançasse ainda mais em...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!