21.1 C
Serra
domingo, 25 de outubro de 2020

Prefeitura vai entregar obras do Hospital Materno Infantil neste sábado (26)

Leia também

‘Friozinho’ com comida boa e lazer nos restaurantes do agroturismo da Serra neste domingo

Domingo é dia de relaxar com a família, mas, em dias chuvosos, não dá pra ir em qualquer lugar....

Atenção motoristas! Trechos da Norte Sul estão com grande acúmulo de água na Serra

Os motoristas que precisarem passar pela Norte Sul, na Serra, devem ficar atentos com alguns pontos de possíveis alagamentos....

De novo! Fortes chuvas causam alagamentos em trechos da BR-101 na Serra

O fim de semana está sendo de chuva forte para vários municípios capixabas, incluindo a Serra. E na cidade,...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O hospital será entregue neste sábado (26), às 9h30. Foto: Foto: Everton Nunes/Secom-PMS

As obras do Hospital Materno Infantil Drª Maria da Glória Merçom Vieira Cardoso serão entregues neste sábado (26), às 9h30, em Colina de Laranjeiras. O anúncio foi feito pelo prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede), na manhã desta sexta-feira (25) durante coletiva de imprensa.

O hospital funcionará 24 horas por dia e terá capacidade de atender cerca de 9 mil gestantes por ano e realizar 800 partos por mês. Mulheres e crianças da Serra, de outros municípios capixabas e até de estados vizinhos vão ser atendidas no local que contará com 176 leitos materno-infantis e uma UTIN (para recém-nascidos).

A maternidade funcionará no sistema porta aberta, por meio de sistema de classificação de risco, ou seja, a mulher não precisará ser encaminhada de outra unidade e será atendida imediatamente, nos casos de partos de baixa complexidade, que não oferecem risco ao bebê e a gestante.

Os leitos do Materno Infantil terão leitos tipo PPP (pré-parto, parto e pós-parto). Após o parto o bebê realizará no próprio hospital os exames e testes que todo recém-nascido deve fazer (ultrassonografia, teste do pezinho, do olhinho e da orelhinha e tipagem sanguínea).

O hospital também terá banco de leite humano. A estrutura possui 6 blocos e deve gerar 500 contratações diretas.

Durante a coletiva o prefeito destacou que a entrega das obras do hospital é um orgulho da gestão e também de todo o estado. “A conquista não é só da Serra mas de todo o Espírito Santo. Nosso objetivo é ampliar e qualificar os serviços públicos que melhoram a vida das pessoas. Mães e crianças vão usufruir de um espaço moderno e de todos os serviços de saúde e práticas mais atualizadas”, disse Audifax.

+ Materno Infantil terá gestão privada e ainda não tem previsão para começar a funcionar

+ Gestão privada será responsável por contratação de funcionários do Materno Infantil na Serra

O hospital será assumido pelo Governo do Estado e ainda não há data certa para o início do funcionamento. Ainda são necessárias aquisições de equipamentos e outras adequações na instalação da unidade para viabilizar o início das atividades. Foto: Yuri Scardini

Sem previsão para começar a funcionar

As obras serão entregues, mas o funcionamento do Hospital ainda não tem previsão de começar. O hospital será assumido pelo Governo do Estado – e gerido pelo grupo privado Associação Evangélica Beneficente Espírito Santense (Aebes), a mesma que está à frente do Hospital Jayme Santos Neves, em Morada de Laranjeiras. É o Governo do Estado que irá contratar os profissionais que irão trabalhar no Infantil.

Vale ressaltar que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) disse ao TEMPO NOVO, no início deste mês, que a maternidade será integrada ao “Complexo Hospitalar Dr. Jayme dos Santos Neves”, composto pelo hospital em Morada, e agora, também pela unidade construída pela Prefeitura da Serra. Por esse motivo, a gestão será feita pela Aebes, que já compõe um grupo de trabalho para definir a agenda de transição. A Secretaria da Saúde disse também que ainda são necessárias aquisições de equipamentos e outras adequações na instalação da unidade para viabilizar o início das atividades. Dessa forma, não há uma data específica para o início do funcionamento da maternidade e nem para contratação de pessoal.

O investimento nas obras foi de aproximadamente 100 milhões de reais, metade do valor pago com recursos próprios da prefeitura e o restante pelos governos federal e estadual por meio de convênio.

 

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Atenção motoristas! Trechos da Norte Sul estão com grande acúmulo de água na Serra

Os motoristas que precisarem passar pela Norte Sul, na Serra, devem ficar atentos com alguns pontos de possíveis alagamentos. Acontece que, em alguns locais,...

De novo! Fortes chuvas causam alagamentos em trechos da BR-101 na Serra

O fim de semana está sendo de chuva forte para vários municípios capixabas, incluindo a Serra. E na cidade, os motoristas precisam ficar atentos...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!