• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.992 casos
  • 711 mortes
  • 34.605 curados
26.1 C
Serra
quarta-feira, 27 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.992 casos
  • 711 mortes
  • 34.605 curados

Prefeitura reabre Parque da Cidade para caminhadas e passeios de bicicleta

Leia também

Reunião entre Vandinho e Coronel Ramalho confirma reforma de delegacia em Jacaraípe  

O problema na segurança é uma das principais queixas dos moradores da Grande Jacaraípe, na Serra. Embora seja um...

Empresa vence ‘queda de braço’ na Justiça e serranos poderão beber água infectada com lixo

A qualidade da água na região de Serra Sede já deixa a desejar e a situação poderá ficar ainda...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Somente a pista de caminhada e a ciclovia podem ser utilizadas no Parque da Cidade. Foto: Divulgação

Os moradores da Serra que praticam exercícios físicos, como caminhada e passeios de bicicletas, já podem voltar a utilizar a pista de caminhada e a ciclovia do Parque da Cidade, que fica nas nas proximidades de Laranjeiras. A informação foi confirmada ao TEMPO NOVO pela Prefeitura da Serra na tarde desta quarta-feira (15). O uso de máscara e o distanciamento social é obrigatório.

Logo no início da pandemia, em março, o prefeito Audifax Barcelos (Rede), anunciou o fechamento do Parque da Cidade para evitar a proliferação do novo coronavírus. A medida foi tomada juntamente com o Governo do Estado e outros municípios capixabas, que também bloquearam o acesso a esses espaços. Na ocasião, o parque ficava aberto apenas vacinar idosos contra a gripe Influenza, conhecida popularmente como supergripe.

Mas de acordo com o Município, agora em julho, os populares que caminham ou fazem exercícios de bicicletas podem ter acesso ao Parque da Cidade. Para entrar, é necessário o uso de máscara e lá dentro os moradores precisam manter o distanciamento social, de pelo menos 1,5 metro das pessoas, além de higienização das mãos.

Vale destacar que somente a pista de caminha e ciclovia estão liberadas, as demais áreas do parque, como as quadras, os parquinhos, academias, espaço para calistenia e o estacionamento, estão fechadas para evitar aglomeração. Além disso, o horário de funcionamento também é reduzido, de segunda a sexta-feira, das 6h às 18 horas.

Por meio de nota, a prefeitura reforçou o pedido para que os usuários sigam as recomendações de segurança, como uso de máscaras, distanciamento de, pelo menos, 1,5 metro das pessoas e higienização das mãos.
A reportagem também questionou a Prefeitura sobre o Horto Municipal, na Serra-sede, mas não houve retorno.

Casos de coronavírus e mortes na Serra

Após alguns dias com baixa nos números de mortes causadas pela Covid-19, a Serra voltou a registrar um aumento na quantidade de óbitos diários. De acordo com a última atualização divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite da última terça-feira (14), em 24 horas, foram quatro moradores que perderam a batalha contra o vírus. No total, a cidade já possui 365 óbitos, 9.371 casos confirmados e 7.543 curados.

Os bairros da cidade com o maior número de óbitos são: Bairro das Laranjeiras (21), Feu Rosa (19), Vila Nova de Colares (18), Nova Carapina I (17) e Morada de Laranjeiras (15). Das mortes na cidade, a grande parte é de idosos ou pessoas com comorbidades, mas também houve registro de moradores mais jovens, com 43 e 45 anos. Nesse caso, sem informações sobre comorbidades. A taxa de letalidade na cidade é 3,89%.

Colina de Laranjeiras continua sendo o bairro com maior número de casos confirmados de coronavírus na Serra e já tem 394 confirmações. Em segundo lugar vem Feu Rosa, com 383. Ainda conforme apurado pelo TEMPO NOVO, no Painel Covid-19 – espaço onde o Estado contabiliza os dados do novo coronavírus – o Espírito Santo tem, no total, 65.213 confirmações, 2.082 mortes e 43.743 curados.

 

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!