• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.593 casos
  • 705 mortes
  • 34.297 curados
25.2 C
Serra
terça-feira, 26 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.593 casos
  • 705 mortes
  • 34.297 curados

Polícia prende homem que matou mulher com tiro na cabeça na Serra

Leia também

Coronavac: segunda remessa com mais de 16 mil vacinas chega ao Espírito Santo

Um novo lote da vacina Coronavac, produzida pelo Butantan/Sinovac, chegou ao Espírito Santo  nesta segunda-feira (25). De acordo com...

Vereadores aproveitam o recesso para enviar solicitações de serviços à Prefeitura da Serra

Antes mesmo do início das atividades em plenário, vereadores da Serra já apresentaram projetos, requerimentos de informações e indicações...

Roubo de cabos da OI, em Pitanga, deixa moradores sem internet

Moradores do bairro Pitanga, que fica na região rural da Serra, estão sofrendo com os constantes roubos de cabos...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O crime aconteceu no bairro Camará. Foto: Divulgação

A Polícia Civil prendeu o marido de Mirella Figueiredo Peruzia, de 41 anos, suspeito de matar a mulher com um tiro na cabeça após uma discussão em casa, no bairro Maringá, na última segunda (16).

O homem foi detido, em cumprimento de mandado de prisão temporária, na quarta-feira (18), por meio da equipe da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Mulher (DHPM). O suspeito foi detido enquanto prestava depoimento na sede da DHPM, no bairro Barro Vermelho, em Vitória.

A titular da DHPM, delegada Raffaella Aguiar, destacou a importância da ferramenta do Disque-Denúncia 181 para esta prisão. “O crime aconteceu segunda-feira de manhã e, desde então, começaram a chegar diversas denúncias anônimas apontando a autoria para ele. Isso demonstra que o instrumento do 181 é extremamente válido para a polícia”, frisou.

Segundo a delegada, após perceber o intenso trabalho da equipe no bairro, o homem decidiu ir à delegacia se entregar e confessar o crime. “Em sua confissão, foi possível constatar que a motivação está intrinsecamente relacionada ao machismo estrutural que permeia a sua personalidade. Ele tenta justificar aquele ato cruel desqualificando a vítima, tentando dizer que só a matou por ela ter feito algo antes”, disse a delegada.

Ainda de acordo com a autoridade policial, com a confissão e aliado a outros vestígios coletados, foi realizada, rapidamente, a representação por sua prisão cautelar e mandado de busca e apreensão domiciliar, sendo cumprido ainda na noite dessa quarta-feira (18), na delegacia. “Até o momento, não possuímos elementos suficientes para afirmar que o crime foi premeditado ou não. Mas, podemos afirmar que todo o desenrolar dele ir ao velório, ir à delegacia prestar esclarecimentos, se mostrar sofrido com a morte da esposa, era uma tentativa de ludibriar o trabalho da polícia”, explicou Raffaella Aguiar.

Ao ser questionado sobre a origem da arma, o suspeito alegou que a teria achado em seu quintal e guardou. “Ele disse que conseguiu esta arma há dois anos, quando traficantes do bairro foram presos em uma operação da Polícia Militar, e a teriam jogado em seu quintal”, contou a delegada.

O suspeito irá responder pelo crime de feminicídio e foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana, onde permanece à disposição da Justiça.

As investigações continuam para identificar as circunstâncias que levaram ao homicídio. “Destacamos a importância da denúncia feita pela comunidade. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu Raffaella Aguiar.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!