21.8 C
Serra
domingo, 07 de junho de 2020

Polícia apreende quase 150 caranguejos durante defeso em Jacaraípe

Leia também

Erosão do mar em Manguinhos segue se agravando e danifica propriedades

Está se agravando o problema da erosão no trecho entre o Recanto dos Profetas e o Vagão na orla...

‘Juro Zero’ já liberou quase R$ 5 milhões para empreendedores no ES, diz Xambinho

A Aderes, órgão responsável por fazer o cadastro dos interessados no empréstimo sem juros, já identificou 6.724 comerciantes aptos...

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Foram apreendidos 146 unidades de caranguejo-uçá, sete quilos de puãs e 19 sacos de caranguejos. Foto: Divulgação Polícia Ambiental
Foram apreendidos 146 unidades de caranguejo-uçá, sete quilos de puãs e 19 sacos de caranguejos. Foto: Divulgação Polícia Ambiental

Na manhã desta quinta-feira (17) foram apreendidos 146 unidades de caranguejo-uçá em situação irregular, ou seja, durante o período de andada, em Jacaraípe.

Um homem foi detido por crime ambiental. Foram apreendidos 146 unidades de caranguejo-uçá, sete quilos de puãs e 19 sacos de caranguejos.

Os crustáceos foram recolhidos durante o segundo período de andada e as apreensões são resultados das fiscalizações em repressão a captura, comércio e transporte ilegal do uçá.

“Andada” é o nome dado ao período reprodutivo do caranguejo-uçá, no qual os machos e as fêmeas saem de suas tocas para o acasalamento e andam pelo manguezal para a deposição de ovos, tornando-se vulneráveis a pesca predatória. Durante os períodos da “andada”, não é permitido o estoque de caranguejos, mesmo que o crustáceo seja oriundo de outro Estado ou País.

A Polícia Ambiental informa que aquele que desobedecer às determinações estabelecidas na portaria, estará infringindo a lei e será responsabilizado por crime ambiental, conforme a Lei Federal nº 9.605 de 1998 (Lei dos Crimes Ambientais).

Diante disto, o infrator foi conduzido à Delegacia de Jacaraípe. A pena prevista é a de detenção de um a três anos, além de multa.

Comentários

Mais notícias

‘Juro Zero’ já liberou quase R$ 5 milhões para empreendedores no ES, diz Xambinho

A Aderes, órgão responsável por fazer o cadastro dos interessados no empréstimo sem juros, já identificou 6.724 comerciantes aptos a receberem o empréstimo oferecido...

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo nas últimas semanas. Luciana pediu...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!