30 C
Serra
quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Polêmica: deputado diz que vai dar R$ 10 mil a quem matar acusado de homicídio

Leia também

EDP anuncia falta de energia em bairros da Serra nesta quinta e sexta

Durante esta semana, muitas comunidades da Serra ficarão sem energia por um determinado período. Isso porque a EDP Espírito...

Festa carnavalesca vai misturar samba, marchinha e eletrônica em Manguinhos

Quer curtir um Carnaval diferente? Em Manguinhos vai ter samba, marchinha e um atrativo a mais que é a...

Está procurando emprego? 155 vagas de trabalho estão abertas na Serra

A quarta-feira (19) está recheada de oportunidades de trabalho. No Sine da Serra, estão abertas 155 vagas de emprego...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Capitão Assumção é deputado estadual. Foto: Divulgação

O deputado estadual Capitão Assumção (PSL) utilizou o plenário da Assembléia Legislativa para oferecer R$ 10 mil a quem matar um homem que é acusado de assassinar a capixaba Maiara de Oliveira Freitas, de 26 anos. A jovem foi morta na madrugada desta quarta-feira (11) em frente a sua filha de quatro anos.

O crime aconteceu no bairro Antônio Ferreira Borges, em Cariacica. Maiara estava no quarto de sua casa com sua filha de quatro anos quando foi assassinada. Com a repercussão do caso, o deputado ficou “indignado” com a morte da jovem e fez um discurso durante uma sessão que aconteceu na Ales.

O capitão, que já é conhecido por projetos de leis polêmicos, disse que iria tirar o dinheiro do próprio bolso e entregar para quem matasse o suposto assassino, mas afirmou que quem matasse deveria mostrar o morto para ele.

“A jovem assassinada. Eu quero ver quem vai correr atrás para prender este vagabundo. Tiro R$ 10 mil do meu bolso para quem mandar matar esse vagabundo. Ele não merece ficar vivo. Não vale dizer onde está localizado, tem que entregar morto, aí eu pago. Essas (…) não podem ficar vivas”, disse o Assumção. Após sua fala, alguns deputados ficaram indignados com a situação.

Comentários

Mais notícias

Festa carnavalesca vai misturar samba, marchinha e eletrônica em Manguinhos

Quer curtir um Carnaval diferente? Em Manguinhos vai ter samba, marchinha e um atrativo a mais que é a música eletrônica, e claro, a...

Está procurando emprego? 155 vagas de trabalho estão abertas na Serra

A quarta-feira (19) está recheada de oportunidades de trabalho. No Sine da Serra, estão abertas 155 vagas de emprego para diversos cargos. As chances...

Jovens entram na corrida pela Câmara da Serra em 2020

Motivados e com disposição para novos desafios. Lideranças jovens da Serra estão atentas à movimentação das raposas politicas, e prometem dar trabalho nas eleições...

Projeto social abre filial em Castelândia e procura professor de violão voluntário

O projeto Restauração de Vida, que teve início no bairro Santa Rita, que fica próximo a Serra Dourada, está tomando força e terá uma...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem