Pipas deixam mais de 17 mil pessoas sem energia elétrica na Serra | Portal Tempo Novo

Serra, 18 de julho de 2019

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Cidade

Serra, 10 de julho de 2019 às 17:15

Pipas deixam mais de 17 mil pessoas sem energia elétrica na Serra


Na Grande Vitória, Cariacica é o local que mais teve pessoas afetadas com o problema. Foto: Divulgação

Quase 18 mil pessoas ficaram sem energia entre janeiro e junho deste ano na Serra por conta de pipas na rede elétrica. Segundo a EDP, na cidade, foram 81 ocorrências por conta deste problema atendidas, que deixaram 17.935 pessoas sem energia em algum momento. O município fica atrás apenas de Cariacica que libera no número de ocorrência por conta de pipa: 73, tendo 24.417 clientes impactados.

Quando se fala de Espírito Santo, este número aumenta: são mais de 80 mil clientes atingidos e o período de férias escolares aumenta quantidade de ocorrências. O seis primeiros meses do ano, a empresa atendeu 396 ocorrências de pipas na rede elétrica na sua área de concessão. Para o atendimento, as equipes da concessionária são deslocadas para realizar o reparo e a limpeza da rede danificada, que, na maioria dos casos, tem a camada protetora da fiação cortada pela linha da pipa, interrompendo o fornecimento para a região.

E os ventos mais fortes, que são comuns no mês de julho e agosto, aliados às férias escolares tornam os meses propícios para estas ocorrências. Para ter uma ideia, em 2018, somente nos meses de julho e agosto, mais de 72 mil clientes tiveram o fornecimento de energia interrompido por esse motivo.

Números da Grande Vitória

MUNICÍPIO OCORRÊNCIAS CLIENTES IMPACTADOS
Cariacica 73 24.417
Serra 81      17.935
Viana 6 573
Vila Velha 85 9.189
Vitória 21 2.602

A EDP, reforça a importância da prática segura da brincadeira de empinar pipa. “Trabalhamos para restabelecer o fornecimento de energia o mais rápido possível, mas nossa preocupação maior é com a segurança. Sabemos que o cerol e linha chilena ainda são muito utilizados e, por ser composto de pó de vidro, é também condutor de energia, podendo causar sérios acidentes com quem está brincando e com outras pessoas”, conta Lino Pedroni, gestor executivo da EDP, por meio da assessoria de imprensa da empresa.

Para conscientizar a população e alertar crianças e adultos sobre como reduzir os riscos na hora de brincar, a EDP realiza palestras e ações de conscientização, durante todo o ano, com as comunidades dos municípios onde a concessionária atua.

Um acidente causado por descarga elétrica pode deixar sequelas como queimaduras e, em casos mais extremos, causar a morte.

Além das pipas, a empresa também orienta com relação a outros cuidados como ensinar as crianças a manterem distância das redes elétricas, não permitindo, por exemplo, que elas subam em árvores que estejam próximas à fiação.

Dentro de casa, não manusear aparelhos elétricos com os pés descalços e molhados, já que água é condutora de energia e em espaços fechados, evite deixar fios e extensões expostas e manter tomadas sem uso tampadas e isoladas.

Números da Região Norte

MUNICÍPIO OCORRÊNCIAS CLIENTES IMPACTADOS
Aracruz 11 1.598
Linhares 16 6.721
São Mateus 5 1.016
Fundão 7 961

Números da Região Sul

MUNICÍPIO OCORRÊNCIAS CLIENTES IMPACTADOS
Cachoeiro de Itapemirim 24 4.086
Guarapari 28 6.880
Piúma 6 1.209

Vai soltar pipa? Vale ressaltar algumas orientações:

⏩  Além de serem proibidos, o cerol e a chamada “linha chilena” trazem risco para motociclistas e pedestres e também oferecem perigo no contato com a rede de energia. Ao cortar a camada protetora da fiação, a linha interrompe a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto-circuito;

⏩  Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, de serviço telefônico ou antenas de celular. Isso evita acidentes e interferências na qualidade desses serviços;

⏩  Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-la. Nunca use varas nem suba no poste para tirar uma pipa. O choque, nestes casos, pode ser fatal;

⏩  Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha) ou qualquer outro objeto não devem ser lançados na rede;

⏩  Empinar pipas em locais como lajes e muros deve ser evitado. A proximidade com os fios de alta tensão aumenta o risco de acidentes graves e fatais, além do perigo de quedas.

⏩  Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente. Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte;

⏩  Alguns materiais utilizados na confecção de pipas são condutores de energia e aumentam o perigo quando em contato com a rede elétrica. Rabiolas feitas de fita VHS ou cassete e papel alumínio são alguns exemplos




O que você acha ?

Como você avalia os 6 primeiros meses de Contarato no Senado?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por