26.6 C
Serra
sábado, 04 de abril de 2020

Pipas deixam mais de 17 mil pessoas sem energia elétrica na Serra

Leia também

MPF recomenda ao Governo do ES proibir a presença de pessoas em celebrações religiosas

Única exceção seria em relação às pessoas estritamente necessárias à realização do ato, bem como às indispensáveis para transmissão...

Coronavírus: 23 pessoas estão curadas no Espírito Santo, diz Secretaria de Saúde

Dos 153 casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, 23 pacientes já estão curados da doença. A afirmação é...

Petiscaria da Serra oferece delivery de chopp, churrasco e porções na quarentena

Conteúdo patrocinado Não é a restrição imposta aos bares por força da pandemia que vai impedir o morador da Grande...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Na Grande Vitória, Cariacica é o local que mais teve pessoas afetadas com o problema. Foto: Divulgação

Quase 18 mil pessoas ficaram sem energia entre janeiro e junho deste ano na Serra por conta de pipas na rede elétrica. Segundo a EDP, na cidade, foram 81 ocorrências por conta deste problema atendidas, que deixaram 17.935 pessoas sem energia em algum momento. O município fica atrás apenas de Cariacica que libera no número de ocorrência por conta de pipa: 73, tendo 24.417 clientes impactados.

Quando se fala de Espírito Santo, este número aumenta: são mais de 80 mil clientes atingidos e o período de férias escolares aumenta quantidade de ocorrências. O seis primeiros meses do ano, a empresa atendeu 396 ocorrências de pipas na rede elétrica na sua área de concessão. Para o atendimento, as equipes da concessionária são deslocadas para realizar o reparo e a limpeza da rede danificada, que, na maioria dos casos, tem a camada protetora da fiação cortada pela linha da pipa, interrompendo o fornecimento para a região.

E os ventos mais fortes, que são comuns no mês de julho e agosto, aliados às férias escolares tornam os meses propícios para estas ocorrências. Para ter uma ideia, em 2018, somente nos meses de julho e agosto, mais de 72 mil clientes tiveram o fornecimento de energia interrompido por esse motivo.

Números da Grande Vitória

MUNICÍPIO OCORRÊNCIAS CLIENTES IMPACTADOS
Cariacica 73 24.417
Serra 81      17.935
Viana 6 573
Vila Velha 85 9.189
Vitória 21 2.602

A EDP, reforça a importância da prática segura da brincadeira de empinar pipa. “Trabalhamos para restabelecer o fornecimento de energia o mais rápido possível, mas nossa preocupação maior é com a segurança. Sabemos que o cerol e linha chilena ainda são muito utilizados e, por ser composto de pó de vidro, é também condutor de energia, podendo causar sérios acidentes com quem está brincando e com outras pessoas”, conta Lino Pedroni, gestor executivo da EDP, por meio da assessoria de imprensa da empresa.

Para conscientizar a população e alertar crianças e adultos sobre como reduzir os riscos na hora de brincar, a EDP realiza palestras e ações de conscientização, durante todo o ano, com as comunidades dos municípios onde a concessionária atua.

Um acidente causado por descarga elétrica pode deixar sequelas como queimaduras e, em casos mais extremos, causar a morte.

Além das pipas, a empresa também orienta com relação a outros cuidados como ensinar as crianças a manterem distância das redes elétricas, não permitindo, por exemplo, que elas subam em árvores que estejam próximas à fiação.

Dentro de casa, não manusear aparelhos elétricos com os pés descalços e molhados, já que água é condutora de energia e em espaços fechados, evite deixar fios e extensões expostas e manter tomadas sem uso tampadas e isoladas.

Números da Região Norte

MUNICÍPIO OCORRÊNCIAS CLIENTES IMPACTADOS
Aracruz 11 1.598
Linhares 16 6.721
São Mateus 5 1.016
Fundão 7 961

Números da Região Sul

MUNICÍPIO OCORRÊNCIAS CLIENTES IMPACTADOS
Cachoeiro de Itapemirim 24 4.086
Guarapari 28 6.880
Piúma 6 1.209

Vai soltar pipa? Vale ressaltar algumas orientações:

⏩  Além de serem proibidos, o cerol e a chamada “linha chilena” trazem risco para motociclistas e pedestres e também oferecem perigo no contato com a rede de energia. Ao cortar a camada protetora da fiação, a linha interrompe a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto-circuito;

⏩  Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, de serviço telefônico ou antenas de celular. Isso evita acidentes e interferências na qualidade desses serviços;

⏩  Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-la. Nunca use varas nem suba no poste para tirar uma pipa. O choque, nestes casos, pode ser fatal;

⏩  Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha) ou qualquer outro objeto não devem ser lançados na rede;

⏩  Empinar pipas em locais como lajes e muros deve ser evitado. A proximidade com os fios de alta tensão aumenta o risco de acidentes graves e fatais, além do perigo de quedas.

⏩  Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente. Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte;

⏩  Alguns materiais utilizados na confecção de pipas são condutores de energia e aumentam o perigo quando em contato com a rede elétrica. Rabiolas feitas de fita VHS ou cassete e papel alumínio são alguns exemplos

Comentários

Mais notícias

Coronavírus: 23 pessoas estão curadas no Espírito Santo, diz Secretaria de Saúde

Dos 153 casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, 23 pacientes já estão curados da doença. A afirmação é da Secretaria de Estado da...

Petiscaria da Serra oferece delivery de chopp, churrasco e porções na quarentena

Conteúdo patrocinado Não é a restrição imposta aos bares por força da pandemia que vai impedir o morador da Grande Laranjeiras, na Serra, de curtir...

Urgente | Serra tem 27 casos confirmados do novo coronavírus

Subiu novamente o número de casos confirmados do novo coronavírus na Serra. De acordo com a última atualização divulgada pela Secretaria de Estado da...

Com mais uma morte, ES registra cinco óbitos por coronavírus

Mais uma pessoa morreu no Espírito Santo por causa do novo coronavírus. De acordo com a última atualização divulgada pela Secretaria de Estado da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem