20.3 C
Serra
sábado, 06 de junho de 2020

Partidos iniciam corrida em busca de mulheres para disputar as eleições 2020

Leia também

Mudanças no primeiro escalão da Prefeitura da Serra

Dois secretários municipais, Luciana Malini e Jolhiomar Massariol, foram remanejados entre secretarias da Mulher e da Coordenadoria de Governo...

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

A legislação eleitoral impõe que a proporção de cada chapa deve ser 70% a 30%, a fim de contemplar homens e mulheres. Foto: Divulgação

A corrida em busca de mulheres com disposição para disputar as eleições 2020 já movimenta os bastidores da política no Estado. Para cada 35 nomes que um partido apresentar na disputa proporcional (vereador), 11 devem ser mulheres.

A reportagem ouviu alguns dirigentes partidários para saber como será a estratégia para atrair mulheres que queiram disputar as eleições. A maioria diz ter filiadas em número suficiente para as chapas.

É o caso de Miguel Júnior, presidente do PT. Segundo ele, a legenda ainda está conversando com algumas mulheres, e o número ainda não está fechado. “Mas teremos pelo menos 15. Hoje, temos oito”, disse Miguel.

Presidente do PDT, Alessandro Comper explicou que as mulheres sempre tiveram posição de destaque no PDT de Serra. “Isso antecede a formalização das chapas, vai muito além, desde a organização funcional do partido até a efetiva militância nas ruas. Daí nossa força de sempre apresentarmos chapas femininas extremamente competitivas. Vamos não apenas cumprir a legislação como podemos até apresentar mais que o mínimo”, disse Comper.

Porta-voz da Rede na Serra, André Toscano disse que o partido está trabalhando sobre a formação da chapa. “Estamos formando e trabalhando firme nisso”, pontou.

O presidente do Pros, Gustavo Peixoto, disse que a legenda tem muitas mulheres engajadas para a disputa. “A vice-presidente está responsável pelo movimento de mulheres”, afirmou.

Presidente estadual do PSL, Carlos Manato disse que a direção da legenda está organizando encontros com mulheres. “Em agosto trouxemos a ministra Damaris ao Espírito Santo, que falou para mulheres. Queremos ter chapa completa em todos os municípios do Estado”, adiantou.

Já Jean Cassiano, presidente municipal do MDB, contou que o partido se preparou e já conseguiu montar seu quadro de mulheres. “Estamos trabalhando para melhorar. Hoje temos um trabalho muito forte”, contou Jean.

2016:

Em 2016, a Serra elegeu a vice-prefeita da cidade, Márcia Lamas (PSB) e três vereadoras, Neidia Maura (PSD-afastada das funções por determinação da Justiça), Cleusa Paixão (PMN) e Quelcia Fraga (PSC).

Comentários

Mais notícias

Serra liberada para investir dinheiro da taxa de luz no combate à covid-19

O município também irá investir em obras e pagamento de precatórios. Valor é referente a 30% da Cosip

Está na Câmara projeto que cria auxílio emergencial de R$ 400 para moradores da Serra

O município da Serra poderá ter seu próprio auxílio emergencial destinado aos moradores financeiramente mais afetados pela crise decorrente do coronavírus. Isso porque já...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!