28.7 C
Serra
sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Ong inicia recuperação de nascente em Serra Sede  

Leia também

Volta às aulas facultativa | Pais podem optar se irão mandar filhos para escola

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, concedeu na manhã desta sexta-feira (18) ao lado do secretário de...

Contarato acusa Governo Bolsonaro de omissão no combate às queimadas no Pantanal e cobra ações

O senador capixaba Fabiano Contarato (Rede) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República pedindo que sejam adotadas...

Prefeitura diz que fiscaliza, mas bares continuam causando aglomerações na Serra

Mesmo com os bares lotados e muitas reclamações de falta de fiscalização nesses estabelecimentos, a Prefeitura da Serra diz...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Ativistas da Associação Amigos do Mestre Álvaro prometem concluir a recuperação até o final do ano. Foto: Bruno Lyra

A Ong Associação Ambientalista Amigos do Mestre Álvaro vai iniciar, até a próxima terça (18), a recuperação da nascente que forma o lago do Botânico (Horto) de Serra Sede. A entidade teve o projeto aprovado junto ao município e conseguiu R$ 30 mil do Fundo Municipal de Meio Ambiente para sinalizar, reflorestar, implantar filtro e fazer paisagismo na nascente, que tem impacto de esgoto por estar em área urbana. Também haverá educação ambiental.

Presidente da Ong, Bismarck Alves Ferreira disse que os trabalhos devem ser concluídos até o fim do ano. “A primeira ação é instalar placas de sinalização, o que deve acontecer até terça feira (18). Na quarta (19), haverá palestra educativa às 19h para os moradores do entorno na sede do Jardim Botânico”, conta.

Bismarck explica que as ações obedecem ao cronograma aprovado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), gestora do Fundo, e inclui outras palestras em março e abril na escola Clóvis Borges Miguel, em Serra Sede (20/03 às 14h), e na Faculdade Multivix, em Colina de Laranjeiras (29/04, às 19h). A faculdade é parceira do projeto, oferecendo suporte técnico.

O ativista destaca, ainda, que nos dias 21 e 22 de março será feita a retirada de plantas exóticas do entorno da nascente. “Já nos dias 27 e 29 do mesmo mês haverá o cercamento da área. Em abril, de 8h às 12h, será construída uma passarela de madeira sobre um valão que desce da zona urbana próxima à nascente. Entre 5 e 6 de junho, faremos mutirão para a limpeza do olho d’água e implantação do filtro com método Caxambu”, detalha.

O método a que Bismarck se refere foi desenvolvido pela Empresa de Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). Nele, é feito um buraco no local nascente, sendo depois preenchido com argila, cascalho e pedra de rio para funcionarem como filtro. Canos serão instalados para dar vazão à água, que fica mais limpa com a redução do impacto do esgoto.

O ambientalista conta que nos dias 25 e 26 de julho haverá coveamento, preparação e plantio das mudas de espécies de árvores nativas no entorno da nascente. Ele destacou que o projeto também prevê controle de formigas. “No dia 22 de agosto, será implantado o paisagismo e em 28 de novembro acontece a prestação de contas na sede do Jardim Botânico”, destaca.

O projeto se chama Tororó e foi inspirado na palavra Tororama, que em tupi significa jorro d’água. Além do lago do Jardim Botânico, a recuperação da nascente beneficiará a lagoa Juara, pois as águas de Serra Sede formam o córrego Doutor Róbson, que flui até à região de Jacaraípe, chegando ao mar na praça Encontro das Águas.

Comentários

Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Mais notícias

Contarato acusa Governo Bolsonaro de omissão no combate às queimadas no Pantanal e cobra ações

O senador capixaba Fabiano Contarato (Rede) entrou com uma representação na Procuradoria Geral da República pedindo que sejam adotadas medidas judiciais e extrajudiciais imediatas...

Prefeitura diz que fiscaliza, mas bares continuam causando aglomerações na Serra

Mesmo com os bares lotados e muitas reclamações de falta de fiscalização nesses estabelecimentos, a Prefeitura da Serra diz que realiza ações para tentar...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!