25.7 C
Serra
terça-feira, 30 novembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Obra do Contorno gera 270 empregos e negócios para fornecedor local

Leia também

Direitos Humanos | Serra vai ter mutirão para retificação de gênero e de nomes de pessoas trans

No dia 10 de dezembro se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos.  E na Serra vai ter uma...

Prefeitura vai reforçar iluminação em bairros da Serra com extensões de rede

A Prefeitura da Serra, através da Secretaria de Serviços (Sese), anunciou que sete bairros da Serra vão ganhar reforço...

ES terá audiências públicas para mostrar diagnóstico de ações para reduzir riscos de inundações

Ao longo dos meses de dezembro deste ano e janeiro de 2022, o Governo do Estado, discutirá a macrodrenagem...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Trecho entre Garanhuns e Muribeca, onde a terraplanagem está bem adiantada. Foto: Bruno Lyra

As obras do Contorno do Mestre Álvaro, rodovia que vai desviar o tráfego nacional da BR 101 da zona urbana da Serra, seguem acontecendo. A obra se encontra em sua primeira etapa e conta com a atuação de cerca de 270 trabalhadores, entre diretos e indiretos, no serviço de terraplanagem, drenagem profunda, passagens de fauna, cercas, dentre outras, além das atividades ambientais de resgate de fauna e flora e monitoramento e resgate arqueológico.

De acordo com a Contractor, consórcio responsável pela obra, no momento, não há contratação; mas os interessados em vagas futuras podem se inscrever no email [email protected] No pico das obras, cerca de 400 colaboradores estarão atuando no local. Além dos empregos, a obra gera negócios na cidade, visto que aciona uma cadeia de fornecedores.

Segundo a Contractor, foram acionados fornecimentos de insumos e serviços como transportes com caminhões basculantes, cimento, areia, brita, concreto, aço, madeira, artefatos pré-moldados de concreto, combustíveis e lubrificantes, uniformes e equipamentos de proteção individual e alimentação.

Na segunda etapa da obra, serão ativados setores de prestação de serviços como terraplenagem, drenagem, pavimentação, sinalização, obras complementares, além da construção de diversas obras de arte especiais (viadutos) e trechos de transposição de terrenos brejosos por meio de vias elevadas. Também equipes de apoio à produção (de brita, concreto, pré-moldados) e meio ambiente (resgate de fauna e flora e monitoramento e resgate arqueológico, dentre outros).

Segundo dados do Governo Federal divulgados à época da assinatura da ordem de serviço, a obra vai gerar cerca de mil empregos indiretos. O investimento total na rodovia – que terá 19 km entre as regiões de Jacuhy, no Contorno de Vitória, e Muribeca, na Serra Sede -, é de R$ 290 milhões, dos quais R$ 100 milhões já foram depositados para a primeira etapa, que segue até dezembro deste ano.

Incerteza para garantir continuidade da construção

Com os cortes do Governo Federal em todo o Brasil, fica a preocupação sobre a continuidade da obra, já que falta o repasse de quase 2/3 do custo total (R$190 milhões). O Governo do Estado e a Prefeitura da Serra já sinalizaram que estão em contato com a bancada capixaba no Congresso e com o Ministério de Infraestrutura para garantir o restante da verba.

Até o momento, não houve nenhum pronunciamento oficial de Brasília sobre o assunto. O Contorno do Mestre Álvaro será extensão da BR-101 e terá pista dupla com acostamento. Serão 14 viadutos de passagem de pedestre e 40 passagens de fauna, uma das exigências ambientais. O trecho não terá semáforo – o que vai agilizar o tráfego no local – e vai desviar 33% do trânsito dentro da Serra, desviando o tráfegode passagem entre Carapina e Serra Sede.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!