23.6 C
Serra
sexta-feira, 29 de Maio de 2020

Obra abandonada do Estado destrói rua em Nova Almeida

Leia também

Contarato pede ao Ministério Público que investigue Ricardo Salles

O senador capixaba Fabiano Contarato (Rede), ao lado do também senador Jaques Wagner (PT-BA), pediu ao Ministério Público que...

Morada e Colina de Laranjeiras registram juntos 260 casos confirmados de Covid-19

Os bairros da Serra com mais registro de casos confirmados do novo coronavírus são Morada de Laranjeiras com 131...
Vilson Vieira Jrhttps://www.portaltemponovo.com.br%20
Morador da Serra, Vilson Vieira Junior é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Esporte.

Moradores da antiga Rua F, em Serramar, não aguentam mais tantos buracos e lama. (Fotos: Fábio Barcelos)

Uma rua que um dia foi asfaltada, hoje é só lama em dias de chuva e poeira quando faz sol. Além de muito buraco, não importa as condições do tempo. Trata-se da rua Bahia (antiga rua F), no bairro Serramar, em Nova Almeida, que ficou em condições precárias após o governo do Estado abandonar as obras do Contorno de Jacaraípe (nova ES 010).

A rua, inclusive, está no itinerário dos ônibus do Transcol, o que parece não impedir a sua condição precária; nem mesmo o fato de cidadãos residirem ali. Também está situada a poucos metros da Escola Estadual Antônio José Peixoto Miguel.

O montador Sidnei Barbosa, que mora em frente ao problema, relata a situação. “Fizeram um manilhamento que ficou mais alto que o nível da via. Agora, toda a lama que vem da área de cima onde passaria a rodovia invade a rua, que fica cheia de barro”, explica. Sidnei diz, ainda, que os ônibus usam um desvio entre a rua e um morro para escapar dos buracos.

“É muita lama, puro buraco. Às vezes, os coletivos têm que usar outra rua, porque não dá para transitar naquela via. Não tem asfalto mais, apesar de passar ônibus, que balançam tanto que mais parecem que vão tombar”, relata Maria Altina Rocha de Lima, comerciante e moradora. Ela sugere que a Prefeitura coloque brita ou que tape os buracos, como medidas emergenciais.

Morador da região há 20 anos, o mecânico de elevador Durval Alves de Sousa conta que, em dias chuvosos, é impossível transitar pela rua que não tem mais asfalto. “É só chover, para começar a brotar buracos. Estamos abandonados”, lamenta.

Além da precariedade, o morador alerta sobre a lama que toma conta da pista. “O barro que desce das margens da rua e a quantidade de água ficam acumulados na via e aumentam os transtornos”, salienta o morador, que também fala dos impactos no serviço de ônibus. Segundo Durval, os coletivos são obrigados a utilizar as ruas laterais em razão dos buracos. “Tem usuários que perdem seu ônibus ou embarcam em outros pontos”, completa.

Destruição da rua é resultado do abandono das obras do Contorno de Jacaraípe, dizem moradores.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES), órgão responsável pela construção do Contorno de Jacaraípe, informa que está “reavaliando o projeto do Contorno de Jacaraípe, para, posteriormente, abrir nova licitação de obras”.

O DER-ES prevê que as intervenções na rodovia sejam retomadas em 2020, mas não disse o que pode fazer com relação aos problemas citados e que seriam causados pelas obras inacabadas da rodovia.

Já a Prefeitura da Serra, por meio de sua assessoria de comunicação, apenas informou que uma “equipe do serviço tapa-buraco vai ao local verificar a via”.

Comentários

Mais notícias

Morada e Colina de Laranjeiras registram juntos 260 casos confirmados de Covid-19

Os bairros da Serra com mais registro de casos confirmados do novo coronavírus são Morada de Laranjeiras com 131 casos e Colina de Laranjeiras...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!