22.6 C
Serra
sábado, 04 de julho de 2020

O Nó da Gravata | Leia a coluna desta semana

Leia também

Projeto garante teste gratuito de coronavírus a doadores de sangue

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei versa sobre a inclusão de testes para detecção da Covid-19 em...

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

É por causa do corona

Por conta do novo coronavírus, já tem vereadores da Serra e pré-candidatos nutrindo a esperança de a Justiça Eleitoral esticar os prazos de filiação. Atualmente, está marcado para o dia 4 de abril, prazo no qual todos devem estar filiados aos partidos para disputar a eleição. Mas está um vai-e-vem muito grande ainda: partidos montando chapas; pré-candidatos com nome em lista de várias siglas diferentes; vereadores sem partido ou sem espaço nas atuais legendas…

Para se garantir

Com a Assembleia Legislativa fechada desde a última quarta-feira (18), o secretário de Estado Bruno Lamas (PSB) protocolou, um dia antes, o comunicado de retorno ao cargo de deputado estadual. De acordo com Bruno, ele foi orientado a fazer isso por precaução, a fim de cumprir os prazos eleitorais que proíbem os futuros candidatos a ocupar cargos de ordenador de despesas até o dia 4 de abril. Ele se articula para ser candidato a prefeito da Serra: “É para não ter nenhum erro. Preciso voltar à Assembleia, voltar à trincheira. Estou animado, mais sensível e mais maduro”, disse Bruno.

Chá de sumiço

No último sábado, a Secretaria de Patrimônio da União (SPU) interditou todos os quiosques de Jacaraípe e deu 30 dias para que sejam demolidos. Os proprietários ficaram revoltados e fizeram uma manifestação na ponte do balneário. Alguns deles são quiosqueiros há 30 anos e temem pelo futuro incerto. Quem poderia ajudar, já que se trata do Governo Federal, é o deputado federal Sérgio Vidigal (PDT). Entretanto, ele não demonstrou muito interesse. Não deu sequer uma palavra, nem mesmo em suas redes sociais. Silêncio total…

Aqui não, SPU!

A Prefeitura da Serra,ao contrário, por meio do prefeito Audifax Barcelos (Rede), pronunciou-se sobre o caso. De acordo com ele, a PMS “sequer foi comunicada” sobre a ordem de interdição. Disse, ainda, que o Município não vai demolir nenhum quiosque e que encaminhou a situação para a Procuradoria a fim de tentar reverter o caso.

Parceirona

A EDP é uma empresa muito ‘parceira’ da população. Em meio à pandemia de coronavírus, com milhares de crianças e adolescentes em casa por conta da suspensão das aulas, a empresa resolveu deixar dezenas de bairros da Serra sem energia elétrica. O fato ocorreu na quinta-feira (19) e ainda foram anunciados mais desligamentos programados para esta sexta (20). De acordo com a EDP, o objetivo é fazer manutenção de rede. É rir para não chorar!

Novela que nunca acaba

Na última segunda-feira (16), a Prefeitura da Serra fez uma megaoperação para retirar os ambulantes da Avenida Central de Laranjeiras, fato que gerou revolta dos camelôs e rendeu elogios dos comerciantes. Essa corda esticada é antiga no bairro, o maior polo comercial da cidade. Na terça-feira passada (17), os camelôs voltaram a Laranjeiras e fecharam o cruzamento da Avenida Central com a Norte-Sul e, depois, encaminharam-se para a Sede do município a fim de protestarem em frente à Prefeitura. A PMS diz que vai combater o comércio ilegal e determinou que fosse feito um cadastro para avaliar a situação de cada ambulante. Eles, por sua vez, argumentam que precisam trabalhar e querem liberdade para ocupar a avenida. Esse caso ainda vai longe…

Comentários

Mais notícias

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12 de julho, as 16 horas....

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!