Ministério da Saúde confirma que Serra pode ficar sem vacinação contra raiva

0
Ministério da Saúde não sabe se campanha de vacinação será feita este ano. Foto: Divulgação / Francisco Campos/

O Ministério da Saúde não sabe se os estados brasileiros, inclusive o Espírito Santo, irão realizar a campanha de vacinação anual contra raiva este ano. Isso porque o Governo Federal pode não conseguir entregar as doses da vacina antirrábica que são aplicadas gratuitamente em animais domésticos. Vale destacar, que no início de julho deste ano, foi confirmado um caso de raiva em um gato em Minas Gerais.

Com isso, a Serra pode ser afetada em cheio, já que é o Ministério da Saúde que encaminha as doses para o Governo do Estado, que é responsável por distribuir as vacinas para os municípios.  A vacinação antirrábica feita todos os anos é de extrema importância, pois ainda é o único meio de proteger os animais da doença. Além de ser o fator de maior relevância para garantir a manutenção de controle da raiva nas populações de cães e gatos e por consequência para a população humana,já que a enfermidade é um zoonose.

|Leia também: Governo Bolsonaro não entrega inseticida e combate à dengue na Serra fica prejudicado

Para o TEMPO NOVO, o Ministério da Saúde confirmou o atraso na entrega e não garantiu que a campanha será realizada este ano nos municípios. Segundo o órgão, a entrega das doses está atrasada, “devido a problemas técnicos identificados na produção da vacina”. Disse ainda que só irá enviar as vacinas quando a produção for normalizada.

Ainda de acordo com a pasta, está garantido o envio das doses da vacina apenas para os municípios classificados como prioritários – aqueles que tiveram casos confirmados de raiva em cães. Disse ainda que irá “remanejar as doses destinadas à rotina de vacinação no país” para que isso seja possível.

Estado diz que está trabalhando para evitar “surgimento de problemas”

O TEMPO NOVO entrou em contato com a Secretaria Estadual de Saúde do ES que diz ter recebido um comunicado do Ministério da Saúde sobre a dificuldade de abastecimento para a campanha de vacinação antirrábica em animais, prevista para outubro. “Diante disso, a coordenação esclarece que está reforçando, junto aos municípios, a vacinação de rotina, que permanece”.

A secretaria ainda ressaltou que está trabalhado com estratégias, como ação de bloqueio, “afim de minimizar a possibilidade do surgimento de problemas”.

Prefeitura da Serra está aguardando orientações

A reportagem ainda entrou em contato com a Prefeitura da Serra, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, que não soube informar se será possível realizar a campanha anual de vacinação, mas garante que ainda há vacinas no estoque para vacinação de rotina feita cães e gatos no município.

A Prefeitura ainda informou que “a Campanha Nacional de Vacinação é definida pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado da Saúde, e a prefeitura aguarda orientações quanto as estratégias a serem adotadas.”.

Donos de ‘pets’ podem vacinar os animais antes da campanha

Os moradores da Serra que possuem animais de estimação não precisam esperar até a campanha anual para vacinar os bichinhos. No município, basta levar os animais na sede do Centro de Vigilância Ambiental em Saúde (VAS), localizado em Jardim Limoeiro, das 8h às 17h. Vale lembrar, que a vacinação antirrábica deve ser feito nos animais a partir de 4 meses de vida.

Mais informações:

Centro de Vigilância Ambiental em Saúde (VAS)

Endereço: ES-010 em Jardim Limoeiro, sem número, próximo ao Status Motel.

Telefone: 3281-9288

Comentários