27.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Metaverso e inovação chegaram para ficar, dizem especialistas

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Riberto Araújo, Leonele Lamas, Giuliano de Castro e Vitor Cortelletti. Foto: Edson Reis

“Com cultura de inovação a gente descobre um mundo diferente, um mundo de aprender junto, de conectar várias partes. Aquela ideia de segredo industrial de antigamente está caindo por terra”. Foi assim que um dos fundadores da Timenow, Francisco Carvalho, iniciou a palestra do 197º Café com Negócios (Caneg) da Associação de Empresários da Serra (Ases), realizado nesta quarta (11), no Steffen Centro de Eventos, na Serra.

Com mediação de Renato Tanure, uma das referências em inovação no Estado, o evento reuniu empresários de diversos setores para debater sobre o tema “Cultura de Inovação nas Empresas: Transformando seus Negócios com Conexões e Criatividade”. Também participaram da palestra Ivana Có Netto, da Fortes Engenharia, e Jardel Ferreira, coordenador de inovação aberta na ArcelorMittal Tubarão.

Para Jardel o mundo mudou de uma forma incontrolável e a evolução digital faz parte desse processo. “Quando veio a indústria 1.0 os homens começaram a ser substituídos pelas máquinas. Agora, vem o metaverso. É preciso se organizar e se preparar porque o futuro está aí. A mobilização das instituições de tecnologoa no Estado aconteceu e inovação une processos e pessoas. Empresas que não sabem inovar, precisam se unir a quem sabe para trocar figurinhas e também inovar”.

Ivana Có concorda e lembra que criatividade é diferente de inovação. “É preciso implantar nas empresas uma estrutura para levar essa cultura adiante. Através de consultorias a gente foi aprendendo. Os colaboradores precisam estar envolvidos, trabalhando sua confiança criativa. As pessoas precisam entender que podem ser criativas, pois muitas acham que não são”.

Francisco lembra que é um desafio muito grande dentro das corporações inovar, mas é possível. “Inovação não é comprar equipamentos, inovação está dentro das nossas cabeças”, disse executivo da Timenow.

O 198º Caneg está previsto para o dia 8 de junho, no Steffen, Serra.

Especialistas dão dicas

– Como criar um setor de inovação numa empresa?

“Pra iniciar a cultura é preciso quebrar paradigmas. O compartilhamento de conhecimento está entre essas rupturas. Não é fácil porque a gente entende que o outro é concorrente, mas, mesmo assim, a gente tem de dividir o que sabe. Também é preciso investir e esse investimento é proporcional ao tamanho da empresa”, explicou Ivana Có.

– Qual a mensagem pra quem quer começar?

“Quando a gente consegue fazer a conexão entre uma empresa grande com uma pequena a gente faz a roda girar. E isso é inovar. Vamos colocar na prática: uma grande estatal que não tem expertise para desenvolver um projeto contrata uma empresa menor, que sabe fazer, para desenvolvê-lo. E quem deixa de estar nesta engrenagem pode perder espaço no mercado”, destacou Francisco Carvalho.

– O que a inovação gera?

“É muito importante ter uma base de inovação porque é uma forma de conectar as empresas às startups. Inovação não é invenção, a inovação tem a obrigação de gerar valor e pra isso é preciso saber gerir processos, pessoas e tecnologia. Inovar é possível para todos! Dá pra fazer, é questão de se dedicar!”, avaliou Jardel Ferreira.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!