Mais de 115 moradores doentes por zika na Serra

0
Mais de 115 moradores doentes por zika na Serra
Dengue e zika são transmitidas pelo Aedes aegypti. Foto: Divulgação

Além de enfrentar um crescimento nos casos de dengue, a Serra está registrando um aumento nos números de moradores infetctados por zika. As duas doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti.

De acordo com dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, neste ano, já foram 119 moradores infetctados pelo zika vírus na cidade, enquanto no mesmo período do ano passado, eram 43. O crescimento é de 176%.

Segundo o Ministério da Saúde, a doença pelo vírus zika apresenta risco para o desenvolvimento de complicações neurológicas, como encefalites  e outras doenças neurológicas. Uma das principais complicações é a microcefalia.

A doença inicia com manchas vermelhas em todo o corpo, olho vermelho, pode causar febre baixa, dores pelo corpo e nas juntas, também de pequena intensidade.

Aumento expressivo nos casos de dengue

Nos casos de dengue, a situação não é diferente e o crescimento é ainda mais alarmante. São mais de 16 mil moradores infetctados pela doença e sete mortes. No ano passado, foi registrada uma morte e confirmados 757 casos.

Vale destacar que o combate ao mosquito transmissor das duas doenças, o Aedes aegypti, está prejudicado na Serra. Isso porque o Governo Federal não está enviando o inseticida malathion, que é utilizado nas bombas costais.

A Prefeitura da Serra e o Governo do Estado informaram para o TEMPO NOVO que realizaram o pedido para o Ministério da Saúde, que até agora não enviou o produto. O Governo Federal afirma que não existe previsão de quando o inseticida será enviado para os estados brasileiros.

Prefeitura diz que intensificou ações de combate

Por meio de nota enviada para o TEMPO NOVO, a Prefeitura da Serra disse que
intensificou suas ações em várias frentes, desde campanhas educativas para conscientização da população até medidas diretas contra o mosquito como: telagem de caixas d’água, bloqueio nos pontos críticos, colocação de larvicida, visita às residências e também a locais estratégicos (borracharias, ferros-velhos, floriculturas).

Sintomas das doenças

Dengue: febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, perda de apetite, manchas e erupções na pele (principalmente na região do tórax e membros superiores), náuseas e vômitos, tontura, moleza e extremo cansaço, dor no corpo, dor nos ossos e nas articulações, dor no abdome.

Zika: febre baixa, dor nas articulações, dor muscular, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, conjuntivite, erupções cutâneas avermelhadas que podem coçar, dor abdominal (pouco comum), diarreia (pouco comum), constipação (pouco comum), pequenas úlceras na mucosa oral (pouco comum).

Comentários