25.9 C
Serra
sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

“Máfia das multas”: EDP é condenada a indenizar idosa por aplicar multa irregular de R$ 11 mil

Leia também

Chuvas | Serra antecipa limpeza de bueiros e valas

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o mar e avançaram para o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas sobre algumas...

Prefeitura da Serra vai enviar 50 pessoas para ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele,...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

Vandinho está a frente dos trabalhos da Assembleia Legislativa que investigam irregularidades/fraudes na conta de luz. Foto: Divulgação

No último dia 19 de dezembro, a Justiça condenou a EDP Escelsa (por meio de uma liminar) a pagar indenização por danos morais em favor de uma moradora da Serra, que foi multada de forma irregular pela empresa no valor de R$ 11 mil – e ainda teve sua energia elétrica cortada. Essa é a primeira decisão de um montante de processos ajuizados contra a EDP, que questionam a legalidade das aplicações de multas realizadas pela concessionária.

Os processos advêm da Defensoria Pública da Assembleia Legislativa, e têm sido encaminhados pelo deputado estadual, Vandinho Leite (PSDB), que denuncia a existência de uma “máfia de multas” da empresa. Apesar do processo ser público, a reportagem decidiu não citar o nome da consumidora, para evitar exposição.

O fato ocorreu em junho de 2019, quando a EDP aplicou a multa de R$ 11 mil argumentando que a consumidora – que é idosa e mora sozinha, teria realizado um “desvio de energia”, popularmente conhecido como ‘gato’. E em seguida cortou seu fornecimento de energia elétrica. A Moradora da Serra procurou Vandinho, que encaminhou o caso até a Justiça – e direcionou uma cópia do processo para o TEMPO NOVO, com objetivo de orientar consumidores que estão passando pelo mesmo problema.

Assinado pelo Juiz Ronaldo Domingues de Almeida do 4º Juizado Especial Cível da Serra, a sentença determina o cancelamento da multa e o pagamento de indenização no valor de R$ 2 mil contra a EDP, por danos morais, apontando violação da “dignidade mínima”.

O juiz entendeu que a empresa conduziu a investigação – que acarretou na multa, de forma unilateral, sem dar direito de defesa, além disso e citou a falta de evidências que sustente a aplicação da suposta irregularidade.

“É uma verdadeira máfia das multas; a EDP faz o que quer, sem garantir aos consumidores o direito de defesa, sem apresentar nenhuma evidência de que houve de fato uma irregularidade. Até estuprador tem direito de defesa, porque um consumidor honesto e pagador de imposto não teria? Não vamos aceitar. Já ajuizamos dezenas de processos e estamos ganhando todos; agora a Justiça começou a mandar a EDP indenizar as vítimas, vai dor no bolso dela”, dispara Vandinho.

O parlamentar argumenta que “desvio de energia” é crime, e “em casos reais” a EDP deveria acionar a polícia, mas não faz, “por saber que a multa é irregular”. “O chamado ‘gato’ é crime, e a EDP tem que acionar a polícia. Agora eu pergunto, por que não faz? Exatamente porque a multa aplicada é irregular, e a polícia civil, durante a investigação, poderia identificar esse ‘erro’ e acabar enquadrando a EDP”, diz Vandinho.

Ele explicou que o consumidor que se sentir lesado, pode procurá-lo em seu gabinete (Av. Américo Buaiz, 205 – Enseada do Suá, Vitória, Assembleia Legislativa, gab. Nº 303) ou através do número (27) 3382-3589 / 3575. “Muitas pessoas me procuram pelas redes sociais (clique aqui) , é um canal também. O que tenho feito é oferecer encaminhamento, porque muita gente não sabe como proceder, acaba indo na sede da EDP e não conseguem nada por lá, e para ter o fornecimento de energia de volta, paga uma multa muitas vezes aplicada de maneira criminosa”, disse.

Já a EDP foi procurada e disse que o processo está em andamento e não há julgamento definitivo do caso em questão.

Comentários

Mais notícias

Prefeitura da Serra vai enviar 50 pessoas para ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que atingiram o sul do Espírito...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele, basta chover um pouco mais...

Pague 26 e leve 23 | Confira a coluna Nó da Gravata desta sexta (24)

Pague 26 e leve 23 Após os vereadores de oposição colocarem o ‘pé na porta’ contra a posse do suplente de vereador Fábio Latino (PSB),...

A Serra tem meio milhão de incapazes? Leia a opinião do TN

Quando o chefe dos índios temiminós Maracajá-guaçu e o padre jesuíta Brás Lourenço, em 1556, fundaram a Aldeia de Nossa Senhora da Conceição da...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem