• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
25.4 C
Serra
quinta-feira, 13 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados

Lixo e placa de publicidade impedem desova de tartaruga na Serra

Leia também

ES é o sexto estado que mais vacinou contra a gripe no Brasil

Mais de 12% do público-alvo que deve receber a vacina contra a gripe já foi imunizado no Espírito Santo....

Lixão em Novo Porto Canoa tira sono de moradores que pedem providência

Um imenso lixão está se formando na Avenida Amazonas, em Novo Porto Canoa, no terreno que fica em frente...

Festival apresenta 12 atrações musicais capixabas de diferentes estilos e linguagens

Doze atrações musicais capixabas com performances que entregam grito por diversidade e liberdade. E mais: dança, rock, fala, hip...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

 

O animal é da especie cabeçuda (caretta caretta). Foto: Divulgação / Claudiney Rocha
Além do lixo, o animal teve que enfrentar a estrutura de uma placa de publicidade colocada na areia. Foto: Divulgação / Claudiney Rocha

Ontem (03) à noite o lixo na praia do Barrote em Jacaraípe impediu uma tartaruga de desovar. O fato foi presenciado por monitores de uma empresa contratada pela Petrobras para fazer o monitoramento, pelo diretor do Instituto Brasileiro de Fauna e Flora (Ibraff), Claudiney Rocha e por alguns populares.

Segundo Claudinei, a tentativa de desova frustrada aconteceu por volta das 20h, no trecho da praia em frente ao terreno onde são instalados circos e parques de diversões. “O animal da espécie cabeçuda (caretta caretta), medindo 0,92 cm de comprimento por 0,66 cm de largura, desistiu da desova quando cavou o ninho e viu que tinha um saco desses que se coloca areia para conter a erosão”, relata.

De acordo com o ativista, o animal voltou para a água. “Ele pode tentar procurar outro ponto do litoral, mas é possível que desove no mar perdendo toda a ninhada”, observa.

Saco usado para colocar areia encontrado pelo animal ao fazer a cova. Foto: Divulgação / Claudiney Rocha
Saco usado para colocar areia encontrado pelo animal ao fazer a cova. Foto: Divulgação / Claudiney Rocha

Claudiney observou ainda que a tartaruga teve outro obstáculo: uma placa de publicidade de uma pizzaria da região que foi instalada sobre a areia da praia.

O ativista lembrou que de setembro a abril é a temporada de desova e eclosão de ninhos tartarugas nas praias do litoral capixaba e que situações como a de ontem na praia de Jacaraípe coloca a reprodução dos repteis marinhos em risco.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!