• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
28.4 C
Serra
terça-feira, 13 abril - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
Lebres-do-mar em Jacaraípe

Lesmas gigantes invadem praia da Serra e preocupam banhistas

Leia também

Prefeitura da Serra volta a fechar acesso à Rotatória do Ó para obra de duplicação

Na manhã dessa terça-feira (13) motoristas que seguiam pela Avenida Paulo Pereira Gomes sentido Laranjeiras, voltaram a ter que...

Cesan deixa esgoto vazando em frente a comércios e residências em bairro da Serra

Um vazamento de esgoto está deixando moradores e comerciantes de bairro da Serra em uma situação complicada e fedorenta....

Após paralisação dos rodoviários, ônibus do Transcol ficam superlotados na Serra

Logo após causar transtornos na vida de milhares de capixabas, a paralisação promovida por rodoviários do sistema Transcol deixaram...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

As lesmas foram encontradas na praia de Jacaraípe. Foto: Divulgação

A praia de Jacaraípe, na Serra, tem recebido visitantes inesperados durante os últimos dias. Trata-se de lesmas da espécie conhecida popularmente como ‘lebres-do-mar’ que tomaram conta da areia do balneário na última sexta-feira (19) e nesta quarta-feira (24). Os banhistas que flagraram a cena inusitada ficaram assustados e preocupados com os ‘bichinhos’. Estas lesmas variam de tamanho, mas podem chegar até 20 centímetros de tamanho.

O TEMPO NOVO conversou com biólogo da área, Cláudio Santiago, para sanar as dúvidas dos leitores. O primeiro ponto importante para se tratar, segundo o especialista, é a inofensibilidade. Segundo o biólogo, o bicho é chamado popularmente de lesma, ou ‘lebre-do-mar’, mas não é algo nocivo à saúde humana.

O segundo é sobre sua fase de reprodução – que está ocorrendo neste verão. Inclusive, esse é um dos principais motivos para a aparição destes animais em praias da Serra neste ano de 2021. Além disso, o aumento de algas, comum na estação mais quente do ano, e a maré ficando forte, também ajudam no espalhamento desses bichos pelas areias da praia.

“O nome popular é lebre-do-mar ou vinagreira negra. É um molusco inofensivo, que tem de vários tamanhos. Em média a sete e 10 centímetros. Alguns chegam a 17 a 20 centímetros. O habitat dele é litoral composto de corais, águas rasas e, dessa forma, um pouco mais quentes. Eles não habitam em locais fundos. Até uns 25 metros você pode encontrar. Alimentam-se de algas”, explicou o biólogo.

Santiago ainda destacou que estes animais possuem um mecanismo de defesa parecido com os de polvos. “O interessante destes animais é que eles têm um mecanismo de defesa que libera uma tinta bem parecida com a do polvo. O líquido não é venenoso e tem cor escura. É uma forma de defesa contra possíveis predadores ou pessoas que queiram mexer como curiosidade.”

Por fim, o biólogo salientou que esse tipo de situação ocorrida em Jacaraípe é comum no verão e disse que estes animais podem reproduzir milhões de ovos em uma única vez. “É muito mais comum você vê esses animais nos meses de verão, pois as águas estão mais quentes, também tem mais algas. Esses bichinhos são hermafroditas e podem colocar milhares de ovos. Estudos indicam que colocam milhões de ovos”, finalizou.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!