24.6 C
Serra
sábado, 26 de setembro de 2020

Fiscalização não vê problema em lavanderia que lança fumaça perto de UPA

Leia também

Serra tem 500 mortes por Covid-19 e 15.635 casos confirmados da doença

Quinhentas pessoas morreram  na Serra em decorrência de complicações da Covid-19. A cidade que se encontra em risco baixo...

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Fumaça lançada no ar pela caldeira do estabelecimento tem gerado problemas para a saúde de pessoas que trabalham no entorno. Foto: Bruno Lyra/30-07-20

Para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente da Prefeitura (Semma), não há irregularidade na fumaça expelida pela caldeira da Solux Lavanderia, localizada em Portal de Jacaraípe.

Segundo a assessoria de imprensa da Semma, fiscais do Meio Ambiente municipal fiscalizaram o empreendimento esta semana, após reclamação de vizinhos sobre a fumaça, que estaria prejudicando a saúde respiratória de quem trabalha no entorno.

O impacto gerado pela fumaça foi tema de reportagem publicada na manhã da última terça-feira (04) pelo jornal Tempo Novo. Há inclusive vídeo mostrando o lançamento do poluente, que além de invadir empresas vizinhas, chega ao entorno da UPA de Castelândia, que nesta pandemia virou centro de referência para atender moradores da Serra com sintomas da covid-19. Confira a reportagem.

A Semma é a responsável pela licença ambiental da lavanderia. E apesar de não ter constatado irregularidade, a assessoria de imprensa da Semma informou, no final da tarde da última terça-feira (04), que o órgão ambiental seguirá monitorando o lançamento da fumaça.

A reportagem não conseguiu contato com os responsáveis pela Solux, que lava roupas hospitalares, uniformes industriais e enxovais da rede hoteleira, segundo o site da empresa.

Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Mais notícias

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado (26). Segundo informações de populares, o...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para recolherem garrafas de cerveja descartadas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!