Justiça obriga Câmara da Serra a empossar Wanildo

0
Justiça obriga Câmara da Serra a empossar Wanildo
Wanildo acusou Caldeira de protelar sua posse ao cargo de vereador. Foto: Gabriel Almeida / Divulgação

A Justiça decidiu nesta segunda-feira (20) que a Câmara da Serra deve dar posse ao suplente do vereador Nacib Haddad (PDT), Wanildo Sarnaglia (Avante).

Wanildo, que é o primeiro suplente na coligação que elegeu Nacib, vinha enfrentando dificuldades para assumir o cargo e chegou a realizar um pedido de posse na Casa de Leis, mas foi ignorado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Caldeira (Rede).

Wanildo afirma ter tentado diálogo com Rodrigo, mas não obteve sucesso. Com isso, o suplente já tinha ameaçado entrar na Justiça.

Com a nova decisão, Wanildo deve ser empossado nos próximos dias. Essa é uma decisão que contrabalanceia o organograma da Câmara, uma vez que Nacib era um vereador de oposição e Wanildo não participa do movimento oposicionista, que tem dado problemas à administração municipal na tramitação de projetos e na abertura de inúmeras frentes de investigação baseadas em denúncias de ex-assessores da própria Câmara.

A decisão foi da juíza Telmelita Guimarães Alves. No documento, ao qual o TEMPO NOVO teve acesso, a Juíza afirma que Wanildo alegou “que a autoridade coatora vem se omitindo no cumprimento do artigo 87 do Regimento
Interno, que prescreve que em qualquer caso de vaga ou de licença de vereador, o Presidente da Câmara convocará imediatamente o suplente”.

Caso Rodrigo Caldeira não convoque Wanildo para assumir o cargo, a juíza determinou multa diária de R$ 1 mil.

Afastamento de Nacib

Nacib foi afastado pela Justiça em uma ação movida pelo Ministério Público, que o acusa de formar cartel de empresas para ganhar licitações. Denúncias que Nacib nega. No último dia 3, o Tribunal de Justiça negou o pedido de habeas corpus de Nacib, o que dificultou seu retorno de curto prazo e fez com que Wanildo ganhasse força para assumir a vaga.

Comentários