24 C
Serra
terça-feira, 02 de junho de 2020

Judoca de malas prontas para encarar o Pan no Canadá

Leia também

Assaltos a mão armada em Chácara Parreiral assusta moradores

  Moradores de Chácara Parreiral reclamam da quantidade de assaltos que tem acontecido no bairro. Segundo eles, roubos e assaltos a...

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Eduardo tem 22 anos e tem um futuro promissor pela frente. Foto: Divulgação
Eduardo tem 22 anos e tem um futuro promissor pela frente. Foto: Divulgação

Por Thiago Albuquerque

Nunca deixe de acreditar. Este é o pensamento do atleta Eduardo Faria, de 22 anos, que treina na academia Associação Serrana de Judô, Esporte e Cultura, em Laranjeiras, na Serra. O judoca, que mora em Goiabeiras, acreditou e conseguiu. Ele foi pego de surpresa com a convocação para a Seleção Brasileira de Apoio do Judô.

Eduardo vai compor a equipe reserva do Brasil no Pan-Americano do Canadá, em julho deste ano.

Ele disputou no ano passado a Seletiva Olímpica, porta de entrada para a seleção brasileira. O judoca ficou em 4º lugar na competição onde só os dois primeiros se classificavam. Mas a boa atuação fez o capixaba ser lembrado para a lista de convocação da Seleção de Apoio.

Essa será a primeira viagem internacional de Eduardo junto à Seleção Brasileira.

Eduardo começou a lutar judô aos sete anos. No esporte há mais de 15 anos ele conta que no começo era apenas uma maneira de se exercitar.

“Mas com 13, 14 anos, eu comecei a competir e desde então sempre sonhei estar junto à Seleção Brasileira. Estou muito ansioso para esta viagem e feliz com esta conquista”, conta o atleta.

Conquistas

A galeria de títulos do judoca é grande: Campeão Brasileiro em 2011, três vezes terceiro colocado, (2012,2013,2014), Campeão Brasileiro Universitário, vice do Troféu Brasil, que é a mais importante competição do cenário nacional no judô.

“Espero ter aberto uma porta para conquistar títulos fora do país, e em breve quero estar lutando pelo Brasil e não pela seleção de apoio. Estou confiante”.

Com anos de treinamento e uma rotina pesada de treinos e competições, o atleta conta que conceitos como amizade, disciplina, autoconfiança, coragem, determinação, são características que se tornaram um estilo de vida. “O esporte transformou a minha vida”.

Comentários

Mais notícias

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante o mês de junho. A...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes no Espírito Santo. Até a...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!